Pablo Casado prometeu renovação e é o novo presidente do PP

O novo líder da direita espanhola incita o partido a reconquistar o coração dos eleitores.

Pablo Casado ganhou a liderança da direita espanhola
Foto
Pablo Casado ganhou a liderança da direita espanhola JUAN CARLOS HIDALGO/EPA

Pablo Casado é o novo líder do Partido Popular espanhol. Aos 37 anos, assume a liderança da direita espanhola, com promessas de refundar o partido, ou de criar "um novo modelo" de partido, depois de anos de desgaste dos casos de corrupção e, mais recentemente, da gestão do processo catalão, que levou à radicalização do conflito com os independentistas.

Começou o discurso de vitória com "vivas" ao rei Felipe VI. "O PP começa uma nova etapa para tentar conquistar o coração de todos os espanhóis", afirmou. "Temos de recuperar a nossa base eleitoral. Têm de voltar às bases, aos vossos municípios e reconquistar os eleitores."

Soraya Sáenz de Santamaría, a herdeira política de Mariano Rajoy, não conseguiu convencer a maioria dos militantes e ficou em segundo lugar. É a despedida do "marianismo" e a transição para algo novo - alguns analistas dizem que pode ser um pouco o regresso de José Maria Aznar, através de Casado, o candidato preferido do antigo líder do PP e ex-primeiro-ministro, que não tinha Rajoy entre as suas primeiras escolhas como sucessor.

Mas Aznar não é popular no actual PP espanhol - não foi sequer convidado para este congresso de sucessão, por causa do "desdém" com que tratou o partido, afirmou o presidente do conclave, Luís de Grandes.

PÚBLICO -
Foto
Soraya Sáenz de Santamaría, no seu discurso perante o congresso este sábado JUAN CARLOS HIDALGO/EPA

Soraya Sáenz de Santamaría, que fez carreira no PP sempre ao lado de Mariano Rajoy, concedeu imediatamente a derrota, e prometeu que "continuará a colaborar, para bem do partido". Casado prometeu integrar na sua equipa todos os elementos que Santamaría sugerir, promovendo a unidade.

Mais do que um programa inovador, o que Casado traz são promessas de renovação, reivindicando ao mesmo tempo a herança de Aznar, Esperanza Aguirre e Rajoy. Mas foi Aznar que o descobriu nas Nuevas Generaciones (a juventude do PP), e o levou para chefe de gabinete, entre 2009 e 2011, fazendo-o conhecer líderes como Tony Blair e George W. Bush, recorda o El País

Tem boas relações com Albert Rivera, o líder do Ciudadanos — o partido que nos últimos anos disputa o voto do centro-direita com o PP, alguém da sua geração, e com um perfil mais parecido com o seu, e diferente do actual eleitor do PP, que é hoje bastante envelhecido. 

Mas Casado é claramente de direita. Como disse numa entrevista publicada no El País na sexta-feira, "temos de ser claramente à direita do PSOE", que está no Governo por ter conseguido derrubar Mariano Rajoy com uma moção de censura.

Promete já opor-se à legalização da eutanásia e outras medidas do governo socialista.