Agenda

Sete ideias para sair esta semana

Entre mosteiros e passeios, há batidas, acrobacias e sabores pelas cidades. E arte de passagem.
Foto
Câmara Municipal de Arouca

Parte da história

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Arouca - Mosteiro
De 20 a 22 de Julho

O Mosteiro de Arouca retorna aos tempos em que era habitado por freiras. E em que, lá fora, o país era sacudido por mudanças. Arouca, História de Um Mosteiro é uma recriação como nenhuma outra. Convida o público a entrar simultaneamente no monumento e na história da vila, seguindo as monjas em acção. Reconstitui episódios monásticos como a eleição da abadessa, a tonsura (corte de cabelo que acompanhava a entrada das noviças na vida religiosa), a reunião do capítulo, as preces, as procissões, as melodias gregorianas, as visitas que quebravam a clausura, a distribuição de esmolas, os cuidados médicos, as cerimónias fúnebres ou o acolhimento de recém-nascidos através da roda dos enjeitados. Volta a fazer-se sentir também o pânico provocado pelo terramoto de 1755, bem como os abalos das lutas entre liberais e absolutistas no século seguinte. Isto enquanto, à sombra do mosteiro, o povo se congrega em torno de artífices, saltimbancos, vendedores, pregadores, músicos em despique e poetas improvisadores.
Horário: sexta, das 19h às 00h30; sábado, das 15h30 às 00h30; domingo, das 14h às 20h.
Entrada livre

 

Foto
Nuno Ferreira Santos

Sobre (duas) rodas

Porto - Avenida dos Aliados (partida)
Dia 22 de Julho

Uma espécie de procissão, mas de motas antigas, percorre as ruas do Porto no domingo. É a nona edição do Passeio Duas Rodas Clássicas. O encontro faz-se na Avenida dos Aliados. Segue-se um passeio que, além de passar por alguns dos locais mais emblemáticos da cidade, faz visitas a equipamentos culturais como o recém-reaberto Museu Romântico. No fim do caminho, está o bar HD (iniciais de Harley Davidson), onde uma jukebox com "música de estrada" e um cenário de memorabilia temática aguardam os convivas.
Horário: a partir das 9h.
Bilhetes a 22€ (inclui almoço, brindes e visitas; inscrição pelo e-mail 2rodasclassicas@gmail.com)

 

Foto
DR

Cumbia em loops e outras viagens

Sines - Centro de Artes
Dias 23 de 24 de Julho

Em Sines, há sons por todo o lado. Mas não há só concertos. O Festival de Músicas do Mundo, montado desde dia 19 e até 28 de Julho, estende-se a uma série de actividades que dão música de outras formas. É o caso dos workshops conduzidos pelos Alibombo. O duo de percussão urbana traz da Colômbia ensinamentos sobre ritmos como bullerengue, cumbia ou merengue, mas também instruções para construir instrumentos reciclando materiais e dicas para compor peças musicais utilizando um looper. Nas iniciativas paralelas do festival cabem ainda espectáculos para a infância e para as famílias, uma feira do livro e do disco, sessões de contos, apresentações de livros, exposições, visitas aos palcos e percursos pela cidade de Vasco da Gama.
Horário: das 10h às 13h (Percussão Colombiana e Sons Reciclados; maiores de 12 anos) e das 15h às 18h (Estações Criativas; público geral).
Grátis

 

Foto
Obra de Franck Scurti no metro do Porto João Pádua

Arte ao metro

Porto - Estações de metro Aliados, Campo 24 de Agosto, Casa da Música, Combatentes, Heroísmo, Marquês e Trindade
Até 22 de Setembro

Lisboa - Estações de metro Baixa-Chiado, Aeroporto, Terreiro do Paço e Oriente
Até 18 de Fevereiro

As galerias dos metropolitanos do Porto e de Lisboa andam, por estes dias, convertidas noutro tipo de galerias: de arte. A Invicta dá a Ver as Vozes dos Artistas, uma exposição com curadoria de Miguel von Hafe Peréz, que leva a sete estações obras de mais de 40 artistas, oriundos de 12 países – entre eles, Andreas Fogarasi, Franck Scurti, Graham Gussin, Grazia Toderim, Hugo Canoilas, Julião Sarmento, Pedro Cabrita Reis, Pedro Tudela, Vera Mota e Von Calhau!. Na capital, circula um conjunto de fotografias de tesouros das colecções do Museu Calouste Gulbenkian, de artistas como Lalique, Renoir, Souza-Cardoso ou Almada Negreiros. Integrada nas comemorações do 70.º aniversário do Metro de Lisboa, a mostra parte da Baixa-Chiado para o Aeroporto a 20 de Agosto, para o Terreiro do Paço a 18 de Outubro e para o Oriente a 18 de Dezembro.
Grátis

 

Foto
…Sodade…, do Cirque Rouages Marie Colette Becker

Circo e as cidades

Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão
De 25 a 28 de Julho

Três cidades vão andar de pernas para o ar e a culpa é do Vaudeville Rendez-Vous. Organizado pelo Teatro da Didascália, o festival internacional de artes de rua, circo contemporâneo, teatro físico e cabaré volta a ocupar espaços públicos de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão. A quinta edição traz mais de 20 apresentações de artistas portugueses e estrangeiros, com direito a espectáculos a estrear: entre outros, Somos, da companhia El Nucleo; Arquétipo - Acto III, da Radar 360º; Boat, da Hors Surface; e …Sodade…, do Cirque Rouages. O público não fica só a olhar: uma série de oficinas chama a experimentar a manipulação de objectos, a testar o equilíbrio e até a fazer uma iniciação à acrobacia aérea. Para os mais interessados, está previsto um debate sobre o futuro das artes circenses em Portugal e, em particular, nesta zona do país; para os mais envolvidos nestas lides (programadores, artistas), o ponto de encontro é a terceira edição do Showcase.
Grátis

 

Foto
Nelson Garrido

Veganos à FAVA

Loulé - Largo do Tribunal
Dias 25 e 26 de Julho

A sigla vale para Feira do Ambiente e Vegan do Algarve, um novo evento que tem como prato forte a combinação do veganismo com um estilo de vida saudável e um sentido ecológico apurado. Estão montadas tasquinhas e um mercadinho de hortícolas. Mas a iniciativa vai mais longe: o objectivo é funcionar como fonte de informação acerca de diferentes formas de consumir e produzir, em áreas que vão da alimentação à cosmética, passando pela agricultura biológica, pelas moedas sociais, pelas energias verdes e pelo entretenimento sustentável. Por falar em entretenimento, não faltará música ao vivo de bandas que, segundo a organização, da Associação Vegetariana Portuguesa, "prometem também relacionar-se liricamente com os temas da feira".
Horário: das 19h30 às 23h30.
Entrada livre

 

Foto
Lianne La Havas DR

À noite, nos museus

Lisboa - Mosteiro dos Jerónimos, Museu Nacional de Arqueologia, Museu Colecção Berardo, Picadeiro Real, Jardins do Palácio de Belém, Museu da Presidência da República e Praça do Império 
Dias 27 e 28 de Julho

Ouvir as canções da inglesa Lianne La Havas ecoarem nos claustros do Mosteiro dos Jerónimos, escutar a música incatalogável de Conan Osiris enquadrada pela Colecção Berardo, descobrir a griot-pop do belga Témé Tan no Museu Nacional de Arqueologia, acompanhar as crónicas sonoras de JP Simões no Picadeiro Real… Tudo isto é possível na sétima edição do Belém Art Fest, também conhecido como Festival dos Museus à Noite, uma simbiose de música, arte e património que se completa com visitas (fora de horas) a exposições, artesanato e street food.
Bilhetes a 30€ (dia)