Distúrbios mancham celebrações em Paris

Houve pilhagens nos Campos Elísios e confrontos em Lyon.

Champs-Élysées, 2018 Copa do Mundo
Foto
LUSA/JULIEN DE ROSA

A noite em que França celebrou o seu segundo título mundial de futebol ficou marcada por alguns episódios de vandalismo e violência. Nos Campos Elísios, em Paris, dezenas de jovens de cara tapada invadiram um supermercado e levaram garrafas de vinho de champanhe, arremessando objectos contra agentes da polícia que tentavam evitar a pilhagem.

Registaram-se ainda várias cargas policiais no centro da capital gaulesa, para onde cerca de 4000 agentes foram destacados perante a possibilidade de distúrbios.

Em Lyon, cerca de uma centena de jovens envolveram-se em confrontos com a polícia numa praça onde a final era exibida ao ar livre.

À margem destes distúrbios, há ainda registo de dois incidentes graves durante as celebrações da noite de domingo. Em Annecy, um homem de 50 anos morreu ao mergulhar para um canal para celebrar o triunfo francês sobre a Croácia. Outro homem de cerca de 30 anos morreu noutro acidente em Saint-Felix. Por fim, nos arredores de Nancy, três crianças ficaram feridas ao serem atropeladas por uma moto.

Sugerir correcção