A Alfândega do Porto vai receber 120 "sabores e saberes rurais"

Pela Alfândega do Porto vão passar mais de uma centena de empresas, entre os dias 13 e 15 de Julho. A Norte Empreende tem como objectivo mostrar que os territórios rurais do norte do país também podem ser sinónimo de inovação e empreendedorismo.

Janela, fachada, arquitetura
Foto
Ao longo dos três dias, a organização conta receber 5 mil pessoas. PAULO RICCA

O turismo, o artesanato e a gastronomia vão estar em destaque na primeira edição da feira Norte Empreende – Sabores e Saberes Rurais, um evento que demonstra o sucesso do projecto Empreendedorismo em Meio Rural na Região do Norte. O evento arranca esta sexta-feira e estende-se pelo fim-de-semana na Alfândega do Porto.

Ao longo de três dias, o centro de congressos e exposições à beira-rio vai receber empreendedores de áreas que vão desde a agricultura ao turismo e artesanato, passando pela gastronomia, indústria têxtil, moda e biotecnologia. Os empreendedores poderão apresentar os seus serviços e produtos aos visitantes, para além de ganhar visibilidade junto de potenciais clientes e investidores.

O programa Empreendedorismo em Meio Rural na Região do Norte (EMER-N), financiado pelo Programa Operacional Regional Norte 2020, tem vindo a estimular o aparecimento e crescimento de micro e pequenas empresas desde 2016, com o objectivo de dinamizar o tecido económico e empresarial dos 86 municípios da região norte do país, criando emprego e revitalizando o território.

Durante o fim-de-semana, os visitantes poderão conhecer 120 projectos, num universo de 900 acompanhados pelo programa EMER-N e geradores de um volume de negócios superior a 20 milhões de euros. A Cerveja Letra, a ArtinVitro, a NAV e a Bionz são algumas das empresas que vão marcar presença.

Francisco Araújo, coordenador do EMER-N, sublinha que o evento tem como objectivo "dar nota pública daquilo que é o dinamismo existente nestes territórios" e "alertar de que se os empreendedores forem apoiados, no sentido de aproveitar as potencialidades que os territórios têm, é possível dar-lhes mais dinamismo económico e mais vida".

Os projectos foram inseridos numa rede de 15 entidades parceiras, recebendo o auxílio de mentores e investigadores, bem como consultoria especializada. Como resultado, o programa EMER-N já impulsionou a criação de 200 novos negócios.

O programa da feira inclui ainda seminários, que contarão com a participação de vários oradores, entre eles, José Manuel Fernandes, deputado no Parlamento Europeu, Ana Teresa Lehmann, Secretária de Estado da Indústria, Luís Braga da Cruz, ex-ministro da Economia, Luís Valente de Oliveira, ex-ministro do Planeamento e Ordenamento do Território, para além de sessões de networking e animação cultural.

Para o coordenador do EMER-N, visitar a Norte Empreende – Sabores e Saberes Rurais é uma oportunidade para conhecer a região norte do país e "aquilo que de bom se faz neste território", mas também para perceber que "é possível ter dinamismo económico e capacidade empreendedora no interior, com possibilidade de sucesso". Nos próximo dias, a organização espera receber 5 mil pessoas.

Texto editado por Ana Fernandes