Futebol

Carlos Vieira apresentou candidatura ao Sporting e promete nova academia

O antigo vice-presidente "leonino" é o sexto candidato à liderança do clube.
Foto
Carklos Vieira (à direita), aqui ainda ao lado de Bruno de Carvalho Nuno Fox/Lusa

Carlos Vieira, antigo vice-presidente do Sporting, apresentou nesta quinta-feira a sua candidatura à presidência do Sporting, cujas eleições estão marcadas para 8 de Setembro. É o sexto candidato ao lugar que foi, até ao dia 23 de Junho, de Bruno e Carvalho, e apresentou como trunfo a construção de uma nova academia do clube, a ser erguida na zona da “grande Lisboa”.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Vice-presidente da direcção de Bruno de Carvalho, destituída pelos sócios em Assembleia Geral, Carlos Vieira avança agora para o cargo de presidente e candidatando-se contra o homem que apoiou até ao fim no último mandato.

"Iremos construir uma nova Academia Sporting, em Lisboa. Um pólo com todas as condições de segurança, de maior centralidade. Uma maior proximidade ao estádio e melhores acessibilidades", anunciou Carlos Vieira, naquela que foi a sua proposta mais forte durante a apresentação da sua candidatura.

"Apostaremos na formação, nas diversas modalidades e escalões. Pautaremos a nossa politica de comunicação com critérios de rigor e transparência. Iremos criar a rádio Sporting", enumerou, sem esquecer a "Universidade Corporativa Sporting, com escolas de formação e parcerias com pólos universitários".

Carlos Vieira anunciou ainda a aposta no basquetebol. "Quando tomarmos posse, em Setembro, já a época desportiva estará em actividade. Sendo assim, continuaremos a trabalhar com todas elas [equipas], independentemente de terem sido ou não escolhas nossas. A nossa matriz eclética é para manter. Quando afirmamos isto, que fique claro: somos a maior potência desportiva nacional. O basquetebol continua a ser praticado mas apenas na formação, pelo que vamos trazer de volta os seniores masculinos. Vamos também criar a academia das modalidades, porque não somos apenas futebol", revelou.