Conhece as características dos cartões contactless? O BdP dá uma ajuda

Tecnologia facilita pagamentos e é mais segura, diz o supervisor.

Eletrônicos
Foto
Pagamentos com tecnologia "contactless" são mais seguros, diz o BdP paulo pimenta

Os cartões de débito ou de crédito contactless permitem fazer pagamentos com tecnologia de leitura por simples aproximação ao terminal de pagamento, sem ser necessário a marcação do código pessoal (PIN). A tecnologia contactless também pode ser disponibilizada através do telemóvel, relógios ou pulseira, tornando mais fácil os pagamentos de baixo valor.

O Banco de Portugal (BdP) entende que “a tecnologia contactless oferece maior segurança ao titular do cartão e maior protecção contra tentativas de fraude, uma vez que lhe facilita fazer pagamentos sem que o cartão saia da sua mão e sem que tenha de inserir o seu código pessoal em público”.

Para maior informação dos actuais ou futuros utilizadores, o BdP acaba de disponibilizar no seu site informação sobre as características e cuidados a ter com a nova tecnologia.

Os cartões de débito, cartões de crédito e ainda os cartões pré-pagos com tecnologia contactless têm de ter a imagem associada.

PÚBLICO -
Foto

Antes de efectuar o pagamento, o comerciante introduz o valor da transacção no terminal de pagamento (TPA) e o cliente terá sempre de confirmar o valor da transacção. Confirmado o valor, o cliente terá de aproximar o cartão ao TPA com tecnologia contactless, tipicamente a uma distância inferior a 4 centímetros, para que o pagamento seja efectuado.

Há várias características de segurança do cartão que serão definidos pelas entidades emissoras de cartões, como o montante máximo por transacção contactless e um limite de pagamentos consecutivos. Actualmente, o valor fixado para cada transacção é de 20 euros, e os pagamentos consecutivos sem PIN são habitualmente de 60 euros. Sempre que se atingir o limite de pagamentos consecutivos sem inserir o PIN, será necessário fazer uma transacção com PIN antes de poder voltar a fazer operações sem ter de introduzir o código secreto.

De acordo com as explicações do BdP, mesmo que uma transacção cumpra os limites definidos, ocasionalmente, e por razões de segurança, poderá ser necessário inserir o PIN.

Sempre que o cliente desejar, pode desactivar a funcionalidade contactless do cartão, através de contacto com o emitente, ou, se for o caso, o banco.

Para quem vai viajar para o estrangeiro e pretende fazer transacções com aquele tipo de cartões, o supervisor recomenda uma consulta das regras aplicáveis no país de destino.