Real Madrid

A carta de despedida de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid

Obrigado foi a palavra mais vezes escrita pelo internacional português na hora da despedida do clube "merengue".
Foto
Cristiano Ronaldo Reuters/Massimo Pinca

Cristiano Ronaldo escreveu uma carta de despedida aos adeptos do Real Madrid. Na missiva, o jogador português explica que pediu para que o clube espanhol o deixasse sair, pois sentia que o seu ciclo no Real estava terminado e que precisava de iniciar uma nova etapa na sua carreira.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Leia, na íntegra, as palavras de Cristiano Ronaldo:

"Estes anos no Real Madrid e nesta cidade de Madrid foram, provavelmente, os mais felizes da minha vida.

Tenho apenas um sentimento de gratidão para com este clube, estes adeptos e esta cidade. Só posso agradecer a todos o carinho e afecto que recebi.

No entanto, creio que chegou o momento de iniciar uma nova etapa na minha vida e por isso pedi ao clube que aceitasse a minha transferência para outro clube. Peço a todos e muito especialmente aos adeptos, que, por favor, me compreendam.

Foram nove anos absolutamente maravilhosos. Foram nove anos únicos. Para mim foi um período emocionante, repleto de reconhecimento mas também duro, pois o Real Madrid é um clube de altíssima exigência, mas sei que não poderei esquecer jamais que foi aqui que pude desfrutar do futebol de uma maneira única.

Tive em campo e no balneário companheiros fabulosos senti o apoio de uns adeptos incríveis e juntos conquistámos três Champions seguidas e quatro em cinco anos. E juntos, a nível individual, tenho a satisfação de ter ganho quatro Bolas de Ouro e três Botas de Ouro. Tudo durante o tempo em que estive neste clube imenso e extraordinário.

O Real Madrid conquistou o meu coração e o da minha família e por isso quero agradecer: obrigado ao clube, ao presidente, aos dirigentes, aos meus colegas, a todos os treinadores, médicos, terapeutas e trabalhadores incríveis que fazem com que tudo funcione e que tratam de cada detalhe de forma incansável.

Um imenso obrigado, uma vez mais, aos nossos adeptos e obrigado também ao futebol espanhol. Durante estes nove anos apaixonantes enfrentei grandíssimos jogadores. O meu respeito e reconhecimento para todos eles.

Reflecti muito e sei que chegou o momento de um novo ciclo. Saio mas continuarei a sentir esta camisola, este emblema e o Santiago Bernabéu como algo meu, esteja onde estiver.

Obrigado a todos e, claro, como o disse na primeira vez que cheguei ao nosso estádio há nove anos: Força Madrid.”