Multimédia

Pelo amor aos oceanos, “pára de chupar”

“Todo o mundo chupa” — e mesmo quem diz “que não chupa, já chupou”. Mas, pelos oceanos, isso tem de parar, alerta o vídeo da #ParedeChupar, uma campanha brasileira contra o uso de palhinhas de plástico. “Chega de sugar o planeta”, pede o “movimento espontâneo” inspirado num outro, norte-americano, o #stopsucking.

A maior parte das palhinhas descartáveis não são reutilizadas e cada uma pode demorar mais de 400 anos a degradar-se. Só na União Europeia, são usadas 36,4 mil milhões todos os anos. Em todo o mundo, os números devem chegar aos mil milhões por dia.

A campanha brasileira apresenta três pequenas acções que são conselhos para grandes mudanças futuras: recusar, desafiar o café ou o restaurante a banir o uso de palhinhas e divulgar o vídeo com dez amigos. No início do ano, o P3 já deixou algumas ideias para todos os que queiram “parar de chupar” (pelo menos no plástico) copiarem. Será desta o boicote final às palhinhas?