Festa do Pontal muda para Setembro e perde dimensão nacional

Rui Rio estará presente na iniciativa que, este ano, deixa de contar com o transporte de militantes de todo o país para a Quarteira pago pelo PSD nacional.

,
Fotogaleria
PSD quer manter jantar de convívio Miguel Manso
Banquete
Fotogaleria
Festa passará para Setembro Miguel Manso
,
Fotogaleria
Tal como Passos, Rio estará na rentrée do PSD Miguel Manso

A festa do Pontal, que nos últimos anos servia para a rentrée do PSD, vai passar para Setembro (nos últimos anos acontecia em meados de Agosto) e deixa de ter dimensão nacional, confirmou ao PÚBLICO o secretário-geral do partido, José Silvano. A decisão foi assumida esta quarta-feira na reunião da comissão política nacional.

O motivo da mudança de data está relacionado com o calendário do regresso de férias. “O actual líder do partido considera que a rentreé do partido em Agosto não faz sentido”, justificou José Silvano.

A festa, que nos últimos anos tem sido um jantar na Quarteira, passa assim para Setembro em data ainda a definir pela distrital do Algarve e contará com Rui Rio. Mas perde a dimensão nacional nomeadamente porque deixa de ser promovido o transporte de militantes de todo o país para a Quarteira, o que é o mais significativo em termos de custos. “Queremos que exista convívio entre os militantes do Algarve que foi como esta festa nasceu”, disse José Silvano, referindo que o partido tem de praticar contenção de custos.

Questionado sobre se a contenção de custos foi o motivo da decisão, o secretário-geral responde negativamente e aponta antes o timing. “Agosto é muito cedo para a rentrée”, justificou.