Na Holanda há 1,3 bicicletas por habitante.
Foto
Na Holanda há 1,3 bicicletas por habitante. Brian Harris/Unsplash

Na Holanda, há prémios para quem for trabalhar de bicicleta

O governo holandês propôs um sistema de compensação financeira para encorajar os cidadãos a andarem (ainda mais) de bicicleta. De acordo com a proposta, por cada quilómetro percorrido as empresas pagariam 19 cêntimos aos trabalhadores.

O governo holandês quer que os seus cidadãos andem mais de bicicleta e está a encorajar as empresas a pagarem aos trabalhadores para que estes escolham a bicicleta como meio de transporte na deslocação para o emprego.

Stientje van Veldhoven, ministra holandesa das infra-estruturas, propôs um sistema de compensação financeira para os trabalhadores, através do qual estes receberiam 19 cêntimos por cada quilómetro percorrido de bicicleta no percurso para o trabalho.

“Mais de metade das viagens de automóvel são feitas para percorrer distâncias que não chegam aos 7,5 quilómetros e esta é precisamente a distância que a maior parte das pessoas acha aceitável fazer de bicicleta”, diz van Veldhoven, que espera conseguir que mais 200 mil pessoas passem a deixar os carros em casa.

Esta proposta e outras medidas que visam a promoção do ciclismo e a redução do congestionamento de trânsito nas estradas, através de recompensas fiscais, serão discutidas “com importantes empregadores nacionais e pequenas e médias empresas”. 

O site do governo da Holanda explica que várias regiões estão a promover o uso de bicicletas através de aplicações para smartphones. Um exemplo disto é o projecto B-Riders, na província de Brabant: os utilizadores registam-se na aplicação e por cada quilómetro que percorrerem recebem pontos que podem ser trocados por prémios.

Segundo o governo, este programa beneficiaria os empregadores, já que “os trabalhadores que andam de bicicleta estão em melhor forma e têm menos probabilidade de faltarem devido a problemas de saúde”, ao mesmo tempo que as empresas conseguem poupar em despesas com estacionamento.

Para além destas propostas, o governo holandês inscreveu no orçamento uma verba de cerca de 100 milhões de euros para a construção de novas ciclovias e lugares de estacionamento para bicicletas. Estima-se que existam cerca de 22 milhões de bicicletas na Holanda — mais do que os seus habitantes (17 milhões de pessoas).