Conselho de Redacção do PÚBLICO desconvoca plenário e aprova novo director

Jornalistas que requereram o plenário defendem desconvocação por considerarem "que a situação está ultrapassada de forma bastante positiva”, com a nomeação do novo director, Manuel Carvalho.

,
Foto
Daniel Rocha

O plenário da redacção do PÚBLICO que tinha sido convocado para esta quarta-feira, na sequência da demissão do director do jornal, David Dinis, foi desconvocado, a pedido dos jornalistas que o tinham requerido, Luciano Alvarez, Lurdes Ferreira e São José Almeida.

O Conselho de Redacção divulgou nesta manhã um comunicado explicando as razões que levaram à anulação da reunião, que estava agendada para a tarde.

“Face à solução muito positiva encontrada pela administração ao nomear Manuel Carvalho director do PÚBLICO, os jornalistas Luciano Alvarez, Lurdes Ferreira e São José Almeida, que tinham requerido a convocação do plenário marcado para esta tarde, vêm requerer a sua desconvocação por considerarem que a situação está ultrapassada de forma bastante positiva”.

Entretanto, o Conselho de Redacção deu parecer "positivo e sem reservas" à nomeação "por lhe reconhecer o perfil adequado para assumir estas funções". Mais acrescenta o mesmo órgão que se trata "de um jornalista que esteve na fundação do jornal, conhece bem a matriz da empresa e o espírito da redacção".

Manuel Carvalho foi nomeado director do PÚBLICO, na terça-feira, pela administração do jornal, pertencente à Sonae. 

Nascido em Alijó em 1965, fez parte do grupo de estagiários que integraram a primeira redacção do PÚBLICO no final de 1989, tendo trabalhado na década seguinte na área da Economia. Antes disso foi professor do ensino básico durante dois anos. Também trabalhou no Diário Económico, como repórter. 

Foi jornalista fundador do PÚBLICO, na secção de Economia, e subdirector e director-adjunto entre 2000 e 2012, nas direcções de José Manuel Fernandes e Bárbara Reis. Era actualmente redactor principal na redacção do Porto.