Governo congolês quer extrair petróleo em duas reservas nacionais

Já tinha havido antes propostas neste sentido, mas foram recusadas por ambientalistas.

Dois gorilas-das-montanhas no Parque Nacional de Virunga, na República Democrática do Congo
Foto
Gorilas-da-montanha no Parque Nacional de Virunga, na República Democrática do Congo Peter Andrews/Reuters

O Governo da República Democrática do Congo anunciou esta sexta-feira que iria abrir partes dos Parques Nacionais de Virunga e de Salonga – que albergam várias espécies, incluindo algumas em vias de extinção e são património da UNESCO – para extracção de petróleo.

Os deputados já tinham apresentado anteriormente propostas para fazer exploração de petróleo nos parques, mas enfrentaram forte oposição por parte de ambientalistas e activistas, que argumentavam que perfurar terrenos de vida selvagem iria libertar grandes quantidades de dióxido de carbono para a atmosfera, agravando o aquecimento global.

Em contra-argumento, o Governo garantiu que poderia fazer perfurações para exploração onde quisesse e que salvaguardaria o bem-estar dos animais.

No Parque Nacional de Virunga, onde vive mais de metade da população de gorilas-da-montanha existente em todo o mundo, mais de 21% da área total do parque será utilizada para exploração de petróleo.