UEFA exclui Milan das provas europeias

A decisão tem por base as regras do fair-play financeiro

Os adeptos do Milan não verão o seu clube nas competições europeias na próxima época
Foto
Os adeptos do Milan não verão o seu clube nas competições europeias na próxima época Bobby Yip

O Milan, onde joga o internacional português André Silva, foi proibido pela UEFA de competir nas provas europeias.

Em causa, segundo o organismo que gere o futebol europeu, está o incumprimento por parte do emblema italiano das regras do fair play financeiro.

O Milan, sexto classificado na Serie A, falha já a Liga Europa desta época 2018-19 e fica proibido de participar em 2019-20 caso se qualifique para uma das duas provas da UEFA.

O clube pode ainda recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).

A formação italiana gastou cerca de 244 milhões de euros em reforços nas últimas três temporadas, enquanto com vendas encaixou perto de 78 milhões. Ora, o fair play financeiro da UEFA determina que os clubes podem gastar até um máximo de cinco milhões de euros do montante que ganha por cada período de avaliação, ou seja, três anos.

Com a decisão da UEFA, de pouco valeram os números apresentados pelos milanistas e nos quais salientavam um balanço positivo de 20 milhões de euros na última época e a previsão de lucros de 28 milhões de euros na próxima temporada.