Hoje foi dia de exame de Matemática: "Era um bocado extenso"

Na Escola Secundária de Avelar Brotero, em Coimbra, o exame nacional de Matemática A do 12.º ano suscitou algumas críticas. Estavam inscritos para a prova cerca de 48 mil alunos.

,
Foto
O exame de Matemática A é uma das quatro provas mais concorridas do secundário Paulo Pimenta
  1. Como correu o exame?
  2. O exame correspondeu ao que aprendeu na escola?
  3. O que gostava que tivesse saído que não saiu?
  4. Qual foi a pergunta ou tópico que correu pior? 

 

Carlota Aleixo, 18 anos

1 – Correu mais ou menos. Achei que era um bocado extenso. Não tive tempo para concluir todas as perguntas. Havia perguntas com grau de dificuldade maior e outras mais acessíveis. No geral era acessível.

2 – Sim. No geral, acho que estava adequado ao nível para o qual estávamos preparados. Podiam ter reduzido um pouco porque era muito extenso, apesar de termos três horas para fazer o exame.

PÚBLICO -
Foto
Carlota Aleixo DR

3 – Gostava que tivessem saído elipses e a parte das derivadas acho que saiu muito pouco para aquilo que estávamos à espera que saísse.

4 – Achei que a parte em que tínhamos que fazer um gráfico tinha maior grau de dificuldade. Tínhamos que usar calculadora e não conseguir terminar essa pergunta. Não tive tempo, achei complicado.

João Dias, 19 anos

1 – Fiz o do ano passado para estudar e era muito mais fácil.

2 – Sim. Aliás, há coisas que nem sequer sabia que tinha dado. Esqueci-me...

PÚBLICO -
Foto
João Dias

3 – No geral, mesmo que subentendido, acho que saiu tudo.

4 – Desvio padrão e progressões, mas foi mais por esquecimento.

David Santos, 18 anos

1 - Mais ou menos. O grau de dificuldade estava meio dividido. Havia perguntas fáceis e perguntas com um grau de dificuldade mais elevado.

2 - Os exercícios que saem no exame não têm muito a ver com a matéria que leccionámos. Acho que mudam muito a estrutura de pergunta em relação ao que aprendemos nas aulas e ao que fazem no exame.

PÚBLICO -
Foto
David Santos

3 - A matéria corresponde ao que nós damos. Isso está correcto.

4 - A última questão era descobrir a tangente de algo, mas não tínhamos valores. Tínhamos que descobrir de alguma forma. Eu não descobri, por acaso.

PÚBLICO -
Foto
Pedro Franco

Pedro Franco, 17 anos

1 – Não correu muito bem. Achei que a forma como nos perguntavam as coisas era diferente.

2 – Isso sim.

3 – Saiu toda a matéria, portanto estávamos preparados para fazer o exame. Mas preparei-me menos para geometria e saiu em demasia.

4 – Geometria. Foi a parte mais complicada do exame, na minha opinião. E a mais fácil foi estatística.