Explosão em estádio onde discursava Presidente do Zimbabwe

Reuters diz que Emmerson Mnangagwa Mnangagwa não sofreu ferimentos, citando um porta-voz do Presidente.

,
Foto

Uma explosão atingiu o estádio onde o Presidente do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, estava a fazer um comício de campanha, para as eleições de 30 de Julho, as primeiras após ter sido derrubado Robert Mugabe, em Novembro.

A Reuters diz que Mnangagwa, de 75 anos, não sofreu ferimentos, citando um porta-voz do Presidente. A explosão aconteceu quando o Presidente estava a deixar o pódium, segundo se vê em imagens recolhidas pela televisão estatal.

"Houve um incidente em Bulawayo (o Estádio da Cidade Branca), onde o Presidente estava a discursar. Isto agora é um assunto de polícia, mas o Presidente está em segurança, na Casa Presidencial de Bulawayo", disse o porta-voz George Charamba.

O jornal Zimbabwe Herald adianta que o vice-presidente Kembo Mohadi teve ferimentos numa perna, e que a ministra da Água,do Ambiente e do Clima Oppah Muchinguri-Kashiri também ficou ferida.

Mugabe passou quatro décadas no poder, até ser derrubado por uma revolta militar que acabou por levar ao poder Mnangagwa, um ex-braço direito que tinha sido afastado numa luta pelo poder com a primeira dama, Grace Mugabe.

Até agora, a pré-campanha tinha decorrido sem a violência que costumava marcar as eleições sob o regime de Mugabe, que de herói da independência se degradou até se transformar num poder ditatorial e ferido pela corrupção.

Mnangagwa tem promovido uma abertura do país, viajando pelo estrangeiro para captar um muito necessário investimento, e promete eleições livres.

O principal rival de Mnangagwa nas eleições é Nelson Chamisa, do Movimento para a Mudança Democrática, que foi liderado por Morgan Tsvangirai, recentemente falecido. Mas outros partidos queixam-se de dificuldades em registarem os seus candidatos.