Concentração em Lisboa contra separação de crianças migrantes nos EUA

Personalidades das mais variadas áreas apelam a protesto na quinta-feira, em Lisboa.

Campos que albergam as crianças separadas dos pais
Foto
Campos que albergam as crianças separadas dos pais Reuters/MIKE BLAKE

Um grupo de personalidades das mais variadas áreas agendou para quinta-feira, 21, uma concentração, no Largo de Camões (19h) “contra a separação de crianças migrantes nos EUA”.

"A existência de campos de detenção junto à fronteira entre os Estados Unidos e o México, onde pelo menos duas mil crianças imigrantes estariam encarceradas sem contacto com os seus pais e famílias, desde Maio deste ano, ofende os mais elementares princípios de humanidade”, começa por ser afirmado num texto divulgado esta terça-feira.

As crianças, lê-se, “algumas apenas com seis anos de idade, terão sido propositadamente separadas dos seus pais pelas autoridades norte-americanas como forma de dissuadir os fluxos migratórios para os Estados Unidos”.

Este facto, diz o texto, foi confirmado publicamente pelo presidente Donald Trump. “O conhecimento dos detalhes de toda esta prática só aumenta a nossa convicção de que estamos perante um acto cruel e de flagrante violação de direitos humanos”.

Os vários signatários lembram ainda que as imagens publicadas pela comunicação social “mostram centros de detenção formados por jaulas onde as crianças são colocadas a dormir no chão com um cobertor térmico. Os centros estão iluminados 24 horas por dia, igualando condições próximas da tortura.”

“Manifestamos a nossa indignação e protesto veementes contra esta política desumana e indigna de qualquer sociedade civilizada e democrática, e exigimos que estas famílias sejam reunidas e livres de prosseguirem a sua vida. Certos de que esta reacção é largamente partilhada”, concluem.

Entre os subscritores que convocam a concentração, encontram-se, entre outros, Ana Rita Bessa,  André Freire, André Silva, António Pedro Vasconcelos, Camané, Fernando Negrão, José Eduardo Agualusa, Jacinto Lucas Pires, José Manuel Pureza, Lúcia Moniz, Manuel Carvalho da Silva, Mariana Mortágua, Pedro Bacelar de Vasconcelos, Richard Zimler, Rita Redshoes. João Galamba, Capicua e Viriato Soromenho Marques.