Viagens de comboio grátis para alunos arrancam segunda-feira

O programa do Governo limita os passes das viagens de comboio a uma semana, para usufruir durante sete dias consecutivos nos serviços urbano, regional, inter-regional e intercidades. O objectivo é estimular o sucesso académico.

Carro, janela, recreação, árvore
Foto
Podem candidatar-se alunos do 1.º ano do ensino superior com mais de 36 créditos Enric Vives-Rubio

Arrancam já na próxima segunda-feira as candidaturas para o programa do Goveno que oferece viagens de comboio durante uma semana, para qualquer ponto do país, aos alunos do 1.º ano de um curso superior que passem para o 2.º com aproveitamento.

"Não fiques apeado — dá crédito aos teus estudos e vem conhecer Portugal”, é o mote da iniciativa que se insere no programa “Estudar mais é preciso”. O objectivo do Governo é "estimular a aquisição de competências e de formação superior, aliada ao sucesso académico" e ao mesmo tempo promover experiências de conhecimento do território. En Março deste ano, um estudo pedido pelo Governo revelou que os portugueses têm expectativas negativas em relação ao retorno do investimento numa qualificação superior, estando também pouco informados sobre a oferta e os apoios existentes. 

Este projecto visa, justamente, contrariar esta tendência.

Para poderem aceder à viagem, os alunos dos cursos técnicos superiores profissionais, bem como os de licenciatura e mestrado integrado precisam de ter completado o 1.º ano com pelo menos 36 créditos, no ano lectivo de 2017-18.

O programa dispõe ainda de uma aplicação, a Globestamp, onde podem obter informação dos sítios por onde vão parando ao viajar nos comboios da CP e paralelamente partilhar a sua experiência e "impulsionar o espírito de competição saudável", lê-se no programa. 

Para além do passe de sete dias consecutivos nos serviços urbano, regional, inter-regional e intercidades, que podem ser utilizados até ao final de 2018, os estudantes podem também usufruir de descontos nas Pousadas da Juventude (durante seis noites, num quarto múltiplo).

As incrições podem ser feitas no site do programa

Sugerir correcção