Jolie é obrigada a dizer aos filhos que estão "seguros" com Pitt

Casal está separado há quase dois anos e é a actriz quem tem a custódia dos filhos.

Angelina Jolie, Brad Pitt, Juliette Lewis, Gwyneth Paltrow, Ator, Divórcio
Foto
O casal está separado desde Setembro de 2016 Reuters/MARIO ANZUONI

A disputa pela custódia dos filhos entre os actores Angelina Jolie e Brad Pitt continua quase dois anos depois do pedido de divórcio. A CNN teve acesso a uma ordem emitida pelo tribunal, a semana passada, que revela que a actriz é obrigada a deixar Pitt relacionar-se com os filhos.

Entre filhos naturais e adoptados, o casal tem três rapazes e três raparigas, menores de 16 anos. O tribunal declarou que é benéfico para as crianças terem um relacionamento com o pai e que cabe à mãe dizer-lhes que estão "seguros com o pai".

Segundo o documento, que a CNN leu, o tribunal fez um cronograma para este Verão com o tempo partilhado entre ambos os progenitores. As crianças passarão parte das férias com a mãe e outra com o pai, entre Londres e Los Angeles, sendo que Jolie é quem tem a custódia dos filhos – Maddox, Zahara, Shiloh, Pax, Vivienne e Knox.

O tribunal admoesta a mãe, dizendo-lhe que se o acesso ao pai continuar vedado e, "dependendo das circunstâncias", poderá ser reduzido o tempo que passam com a mãe. Além disso, o juiz pode decidir que a custódia passará a ser de Pitt.

Angelina Jolie tem lutado pela guarda total dos filhos. O casal está separado desde Setembro de 2016, altura em que actriz pediu o divórcio em nome da saúde da família.