Dieselgate vale multa de mil milhões à Volkswagen na Alemanha

Software fraudulento colocado em mais de 10 milhões de veículos circulou na América do Norte e na Europa.

Herbert Diess, preisente-executivo da VW, nesta quarta-feira
Foto
Herbert Diess, preisente-executivo da VW, nesta quarta-feira LUSA/CLEMENS BILAN

A Volkswagen vai pagar mil milhões de euros de multa às autoridades na Alemanha, devido ao caso da fraude com as emissões de gases nos carros a diesel, anunciou nesta quarta-feira o grupo automóvel.

A multa reporta-se ao escândalo que ficou conhecido como o dieselgate. Através de uma declaração, a Volkswagen informou que vai aceitar pagar a multa cujo montante foi decidida pela justiça alemã, na cidade de Braunschweig, no centro-norte da Alemanha, perto da localidade de Wolfsburgo, onde o fabricante tem a sede.

As entidades judiciais concluíram que a Volkswagen falhou no controlo adequado da actividade do departamento de desenvolvimento de veículos. Daí resultou a produção de 10,7 milhões de carros a diesel com um software de controlo de emissões ilegal, entre 2007 e 2015. Os carros em causa foram depois vendidos em todo o mundo.

Trata-se de carros com o motor a gasóleo EA 288 de terceira geração, colocados nos mercados dos Estados Unidos e do Canadá, e com o motor EA 189, vendidos noutros países e equipados com uma função de software ilegal.

O escândalo, que foi revelado em 2015, nos Estados Unidos, já teve elevados custos para o fabricante que já tinha sido multado pelas autoridades norte-americanas.

O grupo disse esperar que o pagamento da multa na Alemanha tenha "efeitos positivos noutros procedimentos oficiais que estão a decorrer na Europa” e que visama a Volkswagen e outras empresas participadas pelo construtor.