Comcast desafia Disney e dá 65 mil milhões de dólares pela Fox

Animada pela luz verde dada à fusão AT&T-Time Warner, a operadora entra em competição com a Disney, que já tinha oferecido 52 mil milhões de dólares por uma parte do império mediático de Rupert Murdoch.

21st Century Fox, Proposta de aquisição da 21st Century Fox pela Disney, Fox News
Foto
LUSA/JUSTIN LANE

A Comcast fez uma oferta de compra da Fox por 65 mil milhões de dólares, nesta quarta-feira. Animada pela aprovação judicial da fusão entre a concorrente AT&T e a Time Warner, a Comcast desafia a Disney na compra da 21 Century Fox. A Disney tinha oferecido 52 mil milhões de dólares em acções. Esta proposta será avaliada em Julho, pelos principais accionistas da Fox.

A operadora Comcast tenta, desta forma, uma fusão com outro gigante dos media de forma a ombrear com os novos players do mercado do entretenimento online como a Netflix e a Alphabet, dona do Google. A oferta foi em muito influenciada pela decisão do tribunal federal norte-americano que autorizou a operadora norte-americana AT&T a avançar com a compra da Time Warner, por 85 mil milhões de dólares. O Governo norte-americano opunha-se à compra, por acreditar que a mesma violava as leis anticoncentração. 

A decisão judicial teve agora um efeito secundário, dando confiança à Comcast para avançar com uma proposta muito semelhante à que a AT&T fez no negócio com a Time Warner. Há, porém, uma diferença de fundo. A Comcast comprou, em 2011, a NBC Universal, ficando com os estúdios, e em 2016, juntou-lhe ainda a Dreamworks Animations. Ao comprar também os estúdios da Fox, passaria a deter dois grandes estúdios de cinema e duas marcas de televisão, uma sobreposição que não acontecia no caso da AT&T-Time Warner. 

Com a Fox, a Comcast poderia expandir ainda mais o seu portefólio, ganhando os direitos televisivos dos Jogos Olímpicos e programas como o Saturday Night Live. Ganharia presença internacional, com canais como o Star India, e passaria a deter a National Geographic.

Se for bem sucedida, esta compra são más notícias para a Disney, que quer consolidar o serviço de streaming com o serviço Fox Video.

A Disney tem um serviço de streaming online de desporto, mas quer lançar outro, dedicado ao entretenimento, com séries e filmes dos próprios estúdios, como a Marvel, Pixar e a saga Star Wars, explica o Washington Post. Com o negócio da Fox, passaria a ter ainda mais conteúdo para esse serviço, como os filmes Avatar e as séries Simpsons e Modern Family.

Nos termos das propostas da Comcast e da Disney, a rede televisiva Fox, nomeadamente os canais Fox News e a Fox Business Network, ficariam com a família Murdoch.