Mais de 1300 adeptos ingleses impedidos de viajar para a Rússia

Polícia recolheu 1254 passaportes em Inglaterra e no País de Gales e continua a tentar localizar os restantes detentores de passaportes com ordens de interdição.

Copa do mundo da UEFA Euro 2016,2018, seleção nacional de futebol da Inglaterra, Orange Vélodrome, distúrbios do UEFA Euro 2016, Inglaterra, Rússia, Inglaterra v Rússia, UEFA Euro 2016 Grupo B
Foto
Imagem de adeptos ingleses envolvidos em distúrbios antes de um jogo contra a Rússia, no Euro 2016 em França REUTERS/Jean-Paul Pelissier/Arquivo

Mais de 1300 adeptos ingleses estão impedidos de viajar até à Rússia para assistir ao Mundial de futebol de 2018, anunciou nesta quarta-feira o governo britânico.

A entidade responsável por proibir o acesso a recintos desportivos (Football Banning Orders Authority) diz que 1313 pessoas com ordem de interdição foram notificadas, no início de Junho, para entregarem os passaportes à polícia, até à final do Mundial (a 15 de Julho).

Os números divulgados na véspera do arranque do Mundial, e a cinco dias do primeiro jogo da selecção inglesa, mostram que a polícia recolheu 1254 passaportes em Inglaterra e no País de Gales e continua a tentar localizar os restantes detentores de passaportes com ordens de interdição.

"O campeonato do mundo é a festa do futebol e não pode haver espaço para violência ou desordem", afirmou, em comunicado, o secretário de Estado responsável pelas polícias e bombeiros, Nick Hurd.

Além destas proibições, a polícia será destacada para os principais portos ingleses, durante o Mundial, para impedir que adeptos referenciados pelas autoridades embarquem para a Rússia.

O governo britânico refere ainda que será enviada uma delegação da polícia para colaborar com as autoridades russas na segurança do torneio.

As autoridades estimam que viajem do Reino Unido para a Rússia cerca de 10 mil pessoas no período da competição.

A Inglaterra faz parte do grupo G do Mundial, juntamente com Bélgica, Tunísia e Panamá e estreia-se na competição na segunda-feira, em Volgogrado, frente à selecção africana.