Uma piscina contra a ditadura

Esta quinta-feira decorreu uma cerimónia evocativa das sessões realizadas há 50 anos.

,
Fotogaleria
,
Fotogaleria
Jogos de salão e esportes, Esporte
Fotogaleria
Teto
Fotogaleria
Andar, jogos de salão e esportes
Fotogaleria

Foi na piscina do Instituto Superior Técnico (IST) que, entre 17 e 19 de Fevereiro e 23 e 24 de Março de 1968, decorreu o IV Seminário dos Estudos Associativos. Tirada a água do enorme tanque, hoje já desactivado, foram instaladas três mesas e uma plateia de cadeiras para discutir a situação do movimento estudantil contra a ditadura.

A escolha do local não foi capricho ou acaso. A piscina era então, como continua a ser, uma das propriedades da Associação de Estudantes do IST. Assim era contornada a necessidade de pedir autorização à direcção do Técnico e evitar uma hipotética recusa.

Há 50 anos, ali despontaram vocações políticas como as de Mariano Gago, ou António Guterres, e passou uma geração de dirigentes associativos das universidades de Lisboa. “Tenho orgulho nesta casa”, confessou ao PÚBLICO Duarte Soares, vogal durante três mandatos da Associação de Estudantes, e que juntamente com a Ephemera de Pacheco Pereira e a direcção do IST organizou esta quinta-feira uma cerimónia evocativa.