Um executivo espanhol dominado por mulheres onde também cabe um astronauta

Algumas das figuras do novo Governo de Espanha, composto por 17 membros, incluindo onze mulheres.

Chão
Foto
Sánchez já anunciou a constituição do Governo; quinta-feira todos assumirão funções Susana Vera/Reuters

A sra. Orçamento da UE

PÚBLICO -
Foto
Nadia Calviño

Teve uma fulgurante ascensão na sua carreira europeia, chegando a Bruxelas há 12 anos depois de vários cargos da Administração Pública para ocupar destacados postos na regulação do sector financeiro, isto depois da grande crise de 2007. Actualmente era directora-geral para a elaboração dos Orçamentos Europeus, um projecto da actual Comissão de que se começará a ouvir nos próximos meses. Formada em Economia e em Direito, na capital da UE Nadia Calviño é considerada neutral do ponto de vista político e muito respeitada por colaboradores (ouvidos pelo El País) que a descrevem como “serena, metódica, rigorosa, perfeccionista, ambiciosa, pragmática, ferozmente europeísta” e “uma negociadora duríssima”.

A especialista em pensões

PÚBLICO -
Foto
Magdalena Valerio

Magdalena Valerio é uma especialista em pensões e por isso foi escolhida para a pasta do Emprego e Segurança Social. A reforma do sistema de pensões é uma das mais complicadas. Foi ela que liderou a oposição às propostas do Governo de Rajoy quanto ao índice de revalorização e o factor de sustentabilidade da segurança social. Terá de gerir o enorme défice do sistema, superior a 15 mil milhões de euros anuais e caber-lhe á também de retomar o diálogo entre os sindicatos e as associações patronais, bloqueado há mais de um ano.

O coordenador da moção

Secretário de organização no PSOE, é um dos ministros do aparelho, num governo com várias figuras que vêm de fora da área socialista, José Luis Ábalos fica com a pasta do Investimento. Um Ministério delicado, até pela necessidade de negociar com autonomias lideradas por diferentes partidos (e com grande dívidas ao Estado, na sequência do Fundo Especial criado no auge da crise). Ábalos é muito próximo do novo primeiro-ministro e foi ele que coordenou a apresentação da moção de censura sem a qual não haveria Governo socialista.

O ministro astronauta

PÚBLICO -
Foto
Pedro Duque

Pedro Duque é o primeiro ministro da Ciência astronauta em Espanha, e foi também o primeiro astronauta espanhol, ao voar na missão inaugural para construir a Estação Espacial Internacional, em Outubro de 1998 na companhia de John Glenn, o astronauta mais velho da história, que tinha 77 anos. E até levou um chouriço! Aos 55 anos, este engenheiro aeronáutico que é astronauta da Agência Espacial Europeia e um activo defensor do investimento em investigação científica e educação, chega a ministro, após anos de desinvestimento na ciência espanhola.

Ministra porta-voz do Governo

Sánchez tem insistido em todas as suas intervenções no papel fundamental da Educação e da Formação Profissional no presente e futuro do país. Isabel Celaá, uma entre vários ministros bascos, tem três décadas de experiência em políticas educativas. Formada em Filologia Inglesa, Filosofia e Direito, foi conselheira da área no primeiro governo socialista do País Basco, liderado por Patxi López. Nesses anos, empenhou-se na introdução do trilinguismo (basco, castelhano e inglês) nas aulas e orgulha-se de ter alcançado o que descreveu como “excelência educativa”. Vai ser a única porta-voz do Executivo.