Há menos alunos a manifestar intenção de entrar no ensino superior

Cerca de 159 mil alunos vão fazer exames nacionais. Época de provas arranca a 18 de Junho com Filosofia.

Portugal
Foto
Miguel Manso

Menos alunos a fazer exames nacionais do ensino secundário. E menos a manifestarem a intenção de se candidatarem ao ensino superior. Os dados provisórios sobre os inscritos nas provas finais deste ano acabam de ser divulgados pelo Ministério da Educação. As raparigas continuam em maioria (55%). A média de idades é de 17,35 anos.

No ano passado, havia 161.306 inscritos. Este ano são menos dois mil: 159.650. Destes, 55% vão fazer o exame final com o objectivo de se candidatarem ao ensino superior (em 2017 eram 56%) e 28.905 só vão à prova mesmo com esse objectivo (eram cerca de 27 mil no ano passado).

O Ministério da Educação nota, em resposta enviada ao PÚBLICO, que nos últimos anos os valores não têm sofrido muitas oscilações — pequenas diferenças de um ano para o outro são a regra. Em 2016, por exemplo, registaram-se 160.018 inscritos, 55% dos quais com intenção de entrar no superior. No ano anterior, 157.264, com 57% a querer entrar numa universidade ou politécnico.

A época dos exames do secundário, que se realizam no 11.º e no 12.º ano, conforme as disciplinas, arranca a 18 de Junho com Filosofia (11.º ano). Na 1.ª fase realizam-se 346.778 provas (a média de exames por aluno é de 2,21, em 22 exames possíveis).

O exame de Português do 12.º ano — agendado para 19 de Junho — continua a ser o mais concorrido com mais de 77 mil alunos inscritos. Mas este ano, ao contrário do que aconteceu em 2017, a Biologia e Geologia (mais de 48 mil) ultrapassou a Matemática (47.956) e é o segundo exame com mais inscritos. Seguem-lhes a Física e Química A (47.426), a Geografia A (24.930) e a História A (20.096).

À semelhança dos anos anteriores, quase metade (44%) dos alunos que vai a exame vem dos cursos de Ciências e Tecnologias. Cerca de um quarto frequenta cursos de Línguas e Humanidades. Do ensino profissional, no qual estas provas não são necessárias para completar o ensino secundário (ao contrário do que acontece com o ensino regular), só 773 estudantes vão a exame.

A 1.ª fase dos exames do secundário decorre entre 18 e 27 de Junho. A 2.ª fase vai de 18 a 23 de Julho.

Já no ensino básico, há mais inscritos este ano para as provas do 9.º ano. São 101.628, quando no passado eram 100.066.

O exame de Português está marcado para 22 de Junho e o de Matemática para 27 do mesmo mês. A 2.ª fase acontece a 20 de Julho para Português e a 23 de Julho para Matemática.

O ministério explica, em nota à comunicação social, que estes são "dados provisórios já que não contemplam inscrições fora de prazo no secundário nem inscrições dos alunos do 9.º ano que no final do ano lectivo não reúnam condições de admissão às provas finais".