Harvey Weinstein declara-se inocente das acusações de crimes sexuais

Produtor de Hollywood, que neste momento está formalmente acusado de ter abusado de duas mulheres, aguarda julgamento em liberdade.

Harvey Weinstein à chegada ao Tribunal Supremo de Nova Iorque
Foto
Harvey Weinstein à chegada ao Tribunal Supremo de Nova Iorque LUSA/JUSTIN LANE

O influente produtor de cinema norte-americano Harvey Weinstein declarou-se nesta terça-feira inocente de todas as acusações de violação e abusos sexuais perante o Tribunal de Justiça de Nova Iorque.

Na semana passada, um Grande Júri formalizou uma acusação criminal contra Weinstein. As queixosas são duas mulheres, uma que terá sido vítima de violação num quarto de hotel e outra que afirma ter sido forçada a actos sexuais no escritório do produtor, segundo pormenorizava a agência de notícias Associated Press. 

Harvey Weinstein ficou a aguardar julgamento em liberdade, sob uma fiança fixada em um milhão de dólares (cerca de 857 mil euros). Para além dos dois casos pelos quais responde neste momento em tribunal, o produtor de Hollywood é ainda acusado de abusos sexuais por dezenas de mulheres. De acordo com o Ministério Público norte-americano, estas acusações prosseguem sob investigação.