Catalão Josep Borrell será o ministro dos Negócios Estrangeiros de Sánchez

Experiente político de 71 anos foi presidente do Parlamento europeu. Não deverá ser o único ministro catalão no novo Governo espanhol.

Josep Borrell em 2016
Foto
Josep Borrell em 2016 LUSA/Ballesteros

Josep Borrell será ministro dos Negócios Estrangeiros no novo Governo espanhol liderado pelo socialista Pedro Sánchez. Borrell não será o único membro catalão no novo executivo, segundo avança a comunicação social espanhola.

Borrell já tinha sido ministro das Obras Públicas e Ambiente no Governo de Felipe González, entre 1991 e 1996, e foi também presidente do Parlamento Europeu. Antes, entre 1984 e 1991, também durante a governação de González, desempenhou o cargo de secretário de Estado das Finanças.

Com uma longa carreira política, Borrell, de 71 anos, encontrava-se afastado desta actividade há alguns anos, tendo rejeitado vários convites para regressar ao activo. No entanto, de acordo com o que relata o El Mundo, o político catalão, que conta com larga experiência internacional, não resistiu ao convite feito por Sánchez.

O facto de Borrell ser catalão pode também ter pesado na escolha do novo presidente do Governo espanhol. Segundo o El País, Sánchez deverá convidar mais catalães para liderarem outros ministérios. Porém, as conversações entre Madrid e Catalunha vão ser da sua própria responsabilidade e da vice-presidência do executivo, cujo futuro responsável não foi ainda escolhido.

Pedro Sánchez subiu ao poder em Espanha depois de, na sexta-feira, ter conseguido aprovar uma moção de censura contra Mariano Rajoy, com o apoio dos partidos nacionalistas bascos e independentistas catalães. O socialista tomou posse no dia seguinte, faltando conhecer a composição do novo Governo na sua totalidade.