Vencedores e vencidos no debate da eutanásia

Foto
Todos os projectos sobre eutanásia chumbaram no Parlamento LUSA/ANTÓNIO COTRIM

VENCEDORES

Jerónimo de Sousa

O “não” do PCP a todos os projectos foi absolutamente decisivo para a derrota dos que defendiam a eutanásia. Jerónimo de Sousa acaba entre os vencedores ao lado de outras figuras que seguramente acha politicamente pouco recomendáveis.

Cavaco Silva
Saiu do retiro político a que se tinha vetado para se manifestar de forma dura contra a eutanásia. Cavaco Silva não se coibiu mesmo de ameaçar o seu próprio partido para levar a sua convicção avante.

Passos Coelho
Também ele saiu do silêncio para dizer “não”. A sua intervenção poderá ter convencido alguns deputados indecisos do PSD a votarem contra.

Assunção Cristas
Fez da luta contra a eutanásia uma das suas principais batalhas políticas levando mesmo a discussão para o lado mais radical do debate. O CDS foi-lhe totalmente fiel na votação.

Igreja
A Igreja católica comandou toda a operação contra a eutanásia. Há muito que não se envolvia numa batalha de forma tão intensa em que até o protesto nas ruas valeu.

VENCIDOS

António Costa
O secretário-geral socialista andou a “esconder” a sua posição até ao momento em que não o podia fazer mais: o congresso do PS do último fim-de-semana. A maioria dos socialistas estive ao seu lado, mas não chegou para dar uma vitória ao seu partido.

Rui Rio
O presidente do PSD teve coragem política ao revelar ser a favor do “sim” sabendo que uma boa parte do partido era contra. E fica a dúvida se o voto secreto que Rui Rio defendia não teria dado resultados diferentes nas votações.

Catarina Martins
O BE fez a campanha mais activa pelo “sim” envolvendo todos os militantes na luta, mas não chegou. Também não ficou bem ao BE de Catarina Martins algumas “caneladas” traiçoeiras que deu ao PCP no debate de ontem.

Heloísa Apolónia
Num momento raro, o PEV divorciou-se do seu parceiro inspirador, o PCP, para defender o “sim” e Heloísa Apolónia até fez um dos melhores discursos da tarde de ontem na AR, mas também saiu claramente derrotada.

André Silva
Com apenas um deputado, o partido das Pessoas, Animais e Natureza também se envolveu a favor do “sim”, conseguindo até alguns votos inesperados para a sua proposta. André Silva perdeu, mas esta luta pode valer alguns votos no futuro.