Open World Awards

Estes são os blogues portugueses que melhor “retratam o espírito de viajante”

Alma de Viajante, Gang do Pé Preto, Ana Dias e Viajar entre Viagens foram os grandes vencedores dos Open World Awards.
Foto
Alma de Viajante, de Filipe Morato Gomes, foi o grande vencedor DR

Depois de ter vencido a categoria Blog no ano passado, a página Alma de Viajante conquistou o galardão máximo na segunda edição do concurso Open World Awards. O projecto liderado por Filipe Morato Gomes foi eleito o vencedor da categoria Open World, destinada ao blogue que melhor retrate “as cinco formas de viajar defendidas pela momondo”, plataforma internacional de pesquisa de voos e hotéis que promove a competição. “O blogue espelha muito bem o seu objectivo de descomplicar e inspirar mais pessoas a viajar como forma de enriquecimento pessoal”, defende em comunicado Margarida Gameiro, responsável da momondo para Portugal e jurada da categoria.

Atingiu o seu limite de artigos

A liberdade precisa do jornalismo. Precisa da sua escolha.

Não deixe que as grandes questões da sociedade portuguesa lhe passem ao lado. Registe-se e aceda a mais artigos ou assine e tenha o PÚBLICO todo, com um pagamento mensal. Pense bem, pense Público.

Realizado pelo segundo ano consecutivo em Portugal, o concurso Open World Awards tem como objectivo “premiar aqueles que melhor retratam o espírito de viajante e inspiram os outros a viajar pelo mundo”, elegendo os melhores blogues de viagens nacionais nas categorias Open World, Blog, Fotografia e Vídeo. Além do projecto de Filipe Morato Gomes, foram premiados o Gang do Pé Preto (Blog), a página de Instagram de Ana Dias (Fotografia) e o vlog Viajar entre Viagens (Vídeo).

Luís Octávio Costa, jornalista da Fugas e jurado da categoria Blog, elegeu a escrita de Marta d’Orey, responsável pela página Gang do Pé Preto, criada para mostrar as aventuras vividas em família e divulgar lugares e estilos de vida que a maioria das pessoas talvez não saiba que existem. “Isabel é a mãe, Caetana, Camila e Marta são as filhas. Viajam juntas, exploram juntas, brincam, sujam-se e dançam juntas – a metáfora do pé descalço encaixa que nem uma luva. Gostam de coisas simples. E isso transparece nos textos inteligentes e criativos e nas fotografias próximas das pessoas e da terra que publicam”, descreve em comunicado. “Quanto mais pretos os pés, melhor a aventura, porque nós acreditamos mesmo que um pé sujo é a marca máxima de uma alma cheia”, salienta.

Já o Instagram de Ana Dias venceu a categoria de Fotografia, com a sua “linguagem coerente a nível fotográfico e um olhar muito curioso”. Para Ana Brígida, fotojornalista, fotógrafa documental e jurada da categoria, a página vencedora “mostra grande criatividade perante os assuntos fotografados e leva-nos a dar importância aos pequenos detalhes”, indo ”para além do óbvio”. Uma faceta que, argumenta, ”é essencial em fotografia de viagem”.

Quanto ao galardão de vídeo, foi entregue ao vlog de Carla Mota, que surge no Youtube como uma extensão do blogue Viajar Entre Viagens. Para Tiago Costa, co-fundador da Nomad e jurado da categoria, os vídeos focam no “gesto de partilha”. “Tanto das suas experiências pessoais - que podem ser catalisadores para que outros partam - como do seu conhecimento do planeta que habitamos”, sublinha.

Em segundo lugar nas diferentes categorias ficaram os blogues Onde andam os Duarte, de Samanta e António Duarte (Open World), Life With Alice, de Michelle Rita (Blog), De Pés a Lês ACCM, de Mário Roldão (Fotografia) e Nunca Paras Quieta, de Soraia Barroca.

Os blogues vencedores de cada categoria recebem como prémio uma viagem à sede da momondo, em Copenhaga, na Dinamarca, local onde vão ter oportunidade de realizar uma formação com especialistas nas mais diversas áreas. Os primeiros e segundos classificados da categoria Open World recebem, ainda, uma viagem com estadia em hotel, à sua escolha, nos valores de 2000€ e 1000€, respectivamente.