Câmara reabilita edifícios para alojamento de estudantes internacionais

Paulo Batista Santos, presidente da autarquia batalhense, garante que este projecto é uma "oportunidade única" para o município e "irá trazer jovens estudantes internacionais que irão promover o concelho".

Para a autarquia da Batalha, os estudantes são um oportunidade para o desenvolvimento do concelho
Foto
Para a autarquia da Batalha, os estudantes são um oportunidade para o desenvolvimento do concelho NFACTOS / FERNANDO VELUDO

O município da Batalha vai reabilitar dois edifícios para residência universitária de alunos internacionais do Instituto Politécnico de Leiria, anunciou esta terça-feira aquela Câmara. Enquadrada no Plano Nacional de Alojamento para o Ensino Superior (PNAES), numa primeira fase, esta colaboração entre o Município da Batalha e o Politécnico de Leiria para alargar o alojamento de estudante, envolve dois edifícios municipais. "Ao nível da residência estudantil em edifício reabilitado na Praça Mouzinho de Albuquerque, complementado com o antigo edifício dos Paços do Concelho (Edifício Dr. Gens) que se encontra em fase final de requalificação", refere uma nota de imprensa da Câmara.

O projecto da autarquia, liderada por Paulo Batista Santos (PSD), surge na sequência de uma reunião com o novo presidente do Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa, "onde se identificou a necessidade de alargar a resposta de alojamento na região para os estudantes internacionais", que irá complementar as "áreas de apoio ao estudo e investigação, potenciando assim melhores condições de acolhimento e oportunidade de atracção de jovens para a região".

O Município destacou que "dispõe de excelentes opções de mobilidade para o IPLeiria, seja através do GiraBatalha — autocarro de ligação rápida a Leiria, seja no âmbito da rede de ecovias existentes e em desenvolvimento que no curto prazo irão aproximar a Batalha e o IPLeiria, acompanhando o curso do rio Lena". 

Paulo Batista Santos, citado na nota de imprensa, considerou que este projecto de alojamento estudantil é "uma oportunidade única" para a Batalha, com benefícios imediatos e a médio prazo. Para o autarca, a medida "irá trazer para a Batalha jovens estudantes internacionais que irão promover o concelho, dinamizar o turismo e criar condições para a sua fixação na região da Batalha, bem assim será um forte estímulo para construir e reabilitar edifícios na vila da Batalha, em condições de financiamento muito favoráveis".

"No médio prazo, esta parceria com o Politécnico de Leiria, cimentará a presença do ensino superior e de investigadores na Batalha, condição fundamental para desenvolver conhecimento e ampliar as oportunidades dos jovens locais", acrescentou Paulo Batista Santos.