Miguel Relvas na norte-americana Dorae

Ex-secretário-geral do PSD tem um novo cargo numa empresa especializada em blockchains, que quer aumentar negócios em África e no Brasil.

Queixo
Foto
daniel rocha

Miguel Relvas assumiu um novo cargo na norte-americana Dorae, uma empresa especializada em blockchains, ou seja, na criação de registos digitais seguros para transacções. A empresa quer aumentar a sua presença no Brasil e em África, onde trabalha com o Governo da República Democrática do Congo.

Relvas, que foi ministro-adjunto do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho e secretário-geral do PSD, deixou a política activa quando se demitiu do Governo em 2013 devido a uma licenciatura irregular. Nas últimas eleições internas para a liderança do PSD, apoiou Pedro Santana Lopes. Entre estes dois momentos, tornou-se acionista da holding Pivot que tentou comprar o banco Efisa.

A Dorae foi criada em 2014 e tem escritórios no Silicon Valley, nas Ilhas Caimão e em Londres.