Meghan Markle confirma que pai vai faltar ao casamento

Foi avançado na terça-feira pelo site TMZ. Em comunicado, Meghan Markle pede espaço para o pai de modo a conseguir focar-se na sua saúde.

Meghan Markle, Dominic Green, Reino Unido, Casamento do Príncipe Harry e Meghan Markle, Ontário
Fotogaleria
O casamento realiza-se no próximo sábado LUSA/ANDY RAIN
Castelo de Windsor, casamento do príncipe Harry e Meghan Markle
Fotogaleria
Reuters/TOBY MELVILLE

Foi avançado na terça-feira como rumor, mas confirmou-se: o pai de Meghan Markle vai mesmo faltar ao casamento da filha. É a própria actriz, num comunicado divulgado pelo Palácio de Kensington, quem o confirma. Thomas Markle, pai de Meghan, sofreu um ataque cardíaco na semana passada e esta quarta-feira foi operado ao coração. É por essa razão que vai falar ao evento.

No curto comunicado, Meghan Markle escreve que “sempre gostou muito” do pai e que espera que “lhe seja dado o espaço que merece, para se focar na sua saúde”. “Gostava de agradecer a todos os que nos deixaram mensagens generosas de apoio”, escreveu a actriz. “Espero que saibam que estamos ansiosos por partilhar convosco o nosso momento especial no sábado”, escreveu, referindo-se ao casamento real.

Na terça-feira, o site TMZ noticiou que o pai de Meghan Markle faltaria ao casamento da filha com o príncipe Harry de Gales por se sentir envergonhado pela polémica em torno de uma sessão fotográfica que o próprio terá encomendado a um paparazzi.

Em causa estão fotografias que foram postas a circular como se tivessem sido tiradas sem o seu consentimento, e que mostravam Thomas Markle a preparar-se para o casamento da filha, incluindo a ler notícias sobre a cerimónia num cibercafé no México, onde vive. O objectivo seria mudar a percepção do público sobre a relação entre Thomas e a filha, que é tida como fria e distante, e mostrar o norte-americano como um pai interessado. Sabe-se agora que as fotografias foram, na verdade, ensaiadas e combinadas.

O embaraço estará na origem dos recentes problemas de saúde de Thomas. De acordo com a Reuters, o norte-americano de 73 anos sofreu um ataque cardíaco, tendo entretanto tido alta para que pudesse comparecer ao casamento. Mas, na quarta-feira, ficou a saber-se que teve de ser submetido a uma cirurgia ao coração. 

Oficialmente, estava decidido que seria o pai de Meghan a levá-la ao altar. Agora, é a mãe de Meghan, Doria Ragland, a candidata mais provável. O casamento realiza-se este sábado, pelas 12h, na Capela de São Jorge, em Windsor, numa cerimónia com 600 convidados.