World Rugby penaliza três países, Portugal defronta a Alemanha

O organismo que tutela o râguebi mundial anunciou nesta terça-feira que Roménia, Espanha e Bélgica utilizaram jogadores elegíveis na qualificação para o Mundial 2019

Liga De Rugby, Equipamento
Foto
Miguel Manso

É um terramoto no râguebi europeu com ondas de choque que se vão prolongar até ao Japão, palco do Campeonato do Mundo que terá o seu pontapé de saída a 20 de Setembro de 2019. A World Rugby, organismo que tutela o râguebi mundial, confirmou nesta terça-feira que Roménia, Espanha e Bélgica utilizaram jogadores não elegíveis durante o Rugby Europe Championship de 2017 e 2018, competições que serviam de qualificação europeia para o Mundial 2019. Com esta decisão, os romenos perdem o apuramento directo, que é agora atribuído à Rússia, enquanto os espanhóis ficam sem o direito de defrontar Portugal no play-off europeu.

Era um imbróglio que se arrastava há várias semanas e que pode não ter tido ainda o seu epílogo, visto que a decisão é passível de recurso. Em comunicado, a World Rugby confirmou que Roménia, Espanha e Bélgica utilizaram atletas naturalizados que foram considerados não elegíveis para representarem os países em vários jogos do Rugby Europe Championship, tendo penalizado os três países com a perda de pontos nas partidas em que as infracções foram cometidas. Em resultado disso, à Espanha foram deduzidos 40 pontos (jogadores irregulares em nove jogos), enquanto a Roménia e a Bélgica foram penalizados com a retirada de 30 pontos (sete jogos).

Com estes castigos, a classificação da fase de apuramento europeia sofreu uma transformação radical. A Roménia, que tinha garantido o primeiro lugar que assegurava a qualificação directa como “Europa 1”, perde essa posição para a Rússia, que irá agora ser o adversário do Japão no jogo de abertura do Mundial 2019, marcado para 20 de Setembro do próximo ano.

Ao segundo lugar, que tinha sido conquistado pela Espanha, sobe a Alemanha, que dessa forma é o adversário de Portugal no play-off europeu. O jogo, que segundo o PÚBLICO apurou ficará agendado para 9 de Junho, será disputado em apenas uma partida em solo germânico. Apesar de os alemães serem, em teoria, mais acessíveis do que os espanhóis, falta saber que equipa a Alemanha irá apresentar. Devido a um diferendo entre o milionário suíço Hans-Peter Wild, proprietário do Heidelberger RK onde jogam os melhores jogadores alemães, e a federação alemã, a selecção germânica apresentou-se no Rugby Europe Championship 2018 muito desfalcada, tendo sofrido derrotas pesadas: 6-85 contra a Roménia; 10-84 frente à Espanha; 15-69 perante a Bélgica. Porém, em 2017, com os jogadores profissionais do Heidelberger RK, os alemães venceram a Roménia (41-38) e a Bélgica (34-29).

Caso Portugal vença o play-off contra a Alemanha, terá depois que disputar uma eliminatória a duas mãos frente a Samoa, sendo que a primeira mão será realizada a 30 de Junho, no Pacífico, e a segunda partida a 14 de Julho, em solo português. O vencedor dessa eliminatória apura-se para o Mundial, onde fará parte do Grupo A, juntamente com Irlanda, Escócia, Japão e Rússia.

Para o vencido, resta uma última oportunidade: um torneio quadrangular no qual já está confirmado o Canadá. Uma selecção africana e o vencedor de uma eliminatória entre Hong Kong e as Ilhas Cook serão os restantes países que vão participar nessa repescagem, que garante ao vencedor o último bilhete para o Mundial 2019.

A World Rugby, organismo que tutela o râguebi mundial, anunciou nesta terça-feira que Roménia, Espanha e Bélgica utilizaram jogadores não elegíveis durante o Rugby Europe Championship, competição que serve de qualificação para o Mundial 2019, o que origina um verdadeiro terramoto na modalidade.

Com esta decisão, os romenos perdem o apuramento directo para o Campeonato do Mundo, que será realizado no próximo ano no Japão, e que é agora atribuido à Rússia, enquanto a Espanha ficam sem o direito a defrontar Portugal no play-off europeu.

Assim, no próximo dia 9 de Junho, a selecção nacional irá defrontar a Alemanha, em solo germânico. Quem vencer o jogo entre portugueses e alemães, irá depois defrontar Samoa, numa eliminatória a duas mãos: 30 de Junho e 14 de Julho.