Rádio Valdevez antecipa regresso das emissões com apoio da Câmara

Os 15.000 euros oriundos do município de Arcos de Valdevez vão cobrir metade do prejuízo gerado pela trovoada que destruiu o antigo emissor, a 30 de Março, e permitir à estação radiofónica voltar ao ar já neste mês.

Janela
Foto
Nelson Garrido

As emissões analógicas da Rádio Valdevez para o Alto Minho vão ser retomadas ainda em Maio, graças ao apoio de 15.400 euros aprovado pela Câmara de Arcos de Valdevez, na terça-feira, em reunião do executivo municipal. A quantia, adiantou o locutor e presidente da Associação Rádio Valdevez, vai “antecipar uns dias a reabertura da rádio”. “Será dentro de, aproximadamente, duas semanas”, revelou Alberto Silva, embora sem precisar uma data.

A tempestade que se abateu há mais de um mês sobre o alto do Padroso, destruindo o emissor principal e a estrutura que o suportava, reduziu então a audiência da estação aos ouvintes que usam a Internet. Com esta verba, porém, a Rádio Valdevez vai pagar o que já está reconstruído da anterior estrutura – já instalou a antena, por exemplo – e acelerar a instalação do novo emissor, que chega de Itália dentro de dias.

No rescaldo dos estragos causados pela trovoada, a autarquia limitou-se a prestar apoio logístico, devido às restrições legais no apoio dos municípios aos órgãos de comunicação social, explicou, na altura, ao PÚBLICO o presidente, João Esteves. O município acabou, no entanto, por alargar o apoio à Rádio Valdevez graças à possibilidade legal de ajudar rádios locais em “situações de calamidade”, alegou o presidente da emissora.

Além de garantir o regresso das emissões em 96.4 ou 100.8 para o Alto Minho e para o Sul da Galiza, o apoio do município vai compensar metade do prejuízo causado pela trovoada e permitir à Rádio Valdevez saldar os 30.000 euros de dívida em Junho ou em Julho. “Devemos ter 25 a 26 mil euros, já a contabilizar o dinheiro da Câmara”, estimou Alberto Silva.

Os restantes 10 ou 11.000 euros foram angariados pela maré solidária que se gerou não só nos Arcos de Valdevez e na região, mas também nas comunidades de emigrantes arcuenses espalhadas pela Europa e pela América, com iniciativas de associações como a Casa dos Arcos de Newark, em Nova Jérsia (Estados Unidos), decorrida a 28 de Abril, e do Clássico Arcos de Bordéus (França), agendada para 02 de Junho.

Para Alberto Silva, a mobilização que se criou até agora em torno da Rádio Valdevez comprovou a importância da emissora fundada há 30 anos junto da comunidade local, mas também dos emigrantes. A implantação da emissora junto da população dos Arcos de Valdevez, mas também dos emigrantes, foi, aliás, a principal motivação para o município doar 15.400 euros.

A Câmara afirma, em comunicado, que apoiou a rádio pela “actividade meritória que desempenha há já largos anos na difusão das notícias e da restante programação” à população local, mas também aos arcuenses no estrangeiro.