Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Hélder Teixeira Peleja
Fotogaleria
DR

Martelar (criativamente) o símbolo do São João vale até 4500 euros

Mil euros para cada uma das melhores recriações do martelo de São João em 2D, objecto e vídeo. Candidaturas terminam a 22 de Maio

Martelos de São João: levá-los para a festa ou não? Para o concurso Martelinhos de São João, que este ano decorre pela sétima vez, a resposta é óbvia e pode chegar em vários formatos: 2D (digital, ilustração), vídeo, ou 3D, com a possibilidade de trocares o plástico por outro material e construíres o teu próprio martelo até um metro de comprimento.

O tema é livre, mas a Fundação da Juventude, entidade organizadora da competição, propõe que te inspires “na tua cidade”, “bairro”, “ídolos” ou “gastronomia”, “reflectindo a tradição” e as “pessoas do Porto”. E deixa uma pergunta: “Martelinho, para que te quero?”. Qualquer pessoa pode participar, apresentando um máximo de três propostas individuais ou colectivas, que deverão sempre “conter uma alusão óbvia ao martelo de S. João” e respeitar o a silhueta base disponibilizada no site do concurso.

Para os vencedores de cada categoria há um prémio de mil euros, enquanto os três martelos que fiquem em segundo lugar recebem 500 euros. De 7 a 30 de Junho decorre ainda uma exposição com as “250 melhores propostas criativas”, no Palácio das Artes, no Porto, lê-se num comunicado enviado pela organização. 

As candidaturas terminam a 22 de Maio e devem ser submetidas online, através de um formulário. Os concorrentes na categoria objecto devem preenher a candidatura e anexar uma fotografia do martelo que, depois, terá de ser entregue pessoalmente ou por correio registado na sede da Fundação da Juventude, lê-se no regulamento.

PÚBLICO -
Foto
DR