Homem terá matado pais com dezenas de facadas

Suspeito de 43 anos será toxicodependente. Terá morto pais na quinta-feira, tendo-se mantido em casa com eles, no Barreiro, até esta sexta-feira à hora do almoço, altura em que se terá tentado suicidar.

Foto
O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária fábio augusto

Um homem de 43 anos, que será toxicodependente, terá matado os pais com dezenas de facadas na residência destes no Barreiro, no distrito de Setúbal. O duplo homicídio terá acontecido na quinta-feira, mas o suspeito terá ficado em casa com os pais mortos até esta sexta-feira à hora de almoço, altura em que se terá tentado suicidar, apurou o PÚBLICO.

O suspeito terá agido num quadro de fúria depois da recusa dos pais em lhe dar dinheiro para comprar droga. 

A PSP de Setúbal, a primeira polícia a chegar ao local dos crimes, confirma a ocorrência deste duplo homicídio, adiantando apenas que o filho do casal que perdeu a vida é o principal suspeito. A Polícia Judiciária está agora a investigar o caso.  

O comandante dos Bombeiros Voluntários do Barreiro, José Figueiredo, explicou que recebeu um alerta da PSP pelas 13h45 para uma residência no Barreiro, tendo enviado uma ambulância para o local. "Quando chegámos lá deparamo-nos com duas vítimas, uma feminina de 70 anos e uma masculina de 75 anos, que terão sido agredidas com arma branca", afirma, completando que nenhum dos dois apresentava sinais vitais.  

A ambulância serviu para transportar, acompanhado pela PSP, o filho do casal, com 43 anos, para o hospital do Barreiro. 

Fonte oficial do Instituto Nacional de Emergência Médica refere que o suspeito terá sido conduzido ao hospital devido a uma tentativa de suicídio, recusando-se a unidade hospitalar a dar informações sobre o estado de saúde do homem.  Os profissionais da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Barreiro também estiveram no local e verificaram o óbito do casal. "O INEM também mandou para o local um psicólogo que ainda se encontra a prestar assistência aos familiares das vítimas", completou a mesma fonte, por volta das 17h30.