Torne-se perito

Rendimento Social de Inserção foi atribuído a mais pessoas em Março

Em relação a Março de 2017, este apoio alcançou mais 11.347 beneficiários, representando um aumento de 5,4%.

Foto
A prestação média de RSI por beneficiário foi de 114,19 euros Manuel Roberto

O número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI), medida destinada a atenuar situações de grave carência económica, aumentou em Março, abrangendo 223.151 pessoas, mais 1464 do que em Fevereiro, um aumento de 0,7%, segundo dados da Segurança Social divulgados nesta sexta-feira.

Em relação a Março de 2017, este apoio alcançou mais 11.347 beneficiários, representando um aumento de 5,4%.

A prestação média de RSI por beneficiário foi de 114,19 euros, mais 0,2% do que o valor revisto do mês anterior (113,99 euros) e mais 1,7% do que em Março de 2017 (112,29 euros), e por família foi de 257,54 euros, adiantam os dados.

Analisando os beneficiários desta prestação social por idades, as estatísticas indicam que 32,2% tinham menos de 18 anos, 14,7% tinham idades entre os 18 e os 29 anos, 11,4% entre os 30 e os 39 anos, 15% entre os 40 e os 49 anos e 26,6% tinham 50 ou mais anos.

As estatísticas da Segurança Social mostram que a maior parte dos beneficiários do RSI reside nos distritos de Porto (64.964), Lisboa (39.424), Setúbal (20.073) e Açores (19.038).

Os dados fazem ainda o balanço de  outras prestações sociais, caso do abono de família. O número de crianças e jovens que o recebe desceu em Março para 1.063.723 beneficiários, menos 609 face a Fevereiro. Comparando com o mês homólogo do ano anterior, em que foram registados 1.124.481 beneficiários, houve menos 60.758 crianças e jovens a receberem esta prestação social, o que representa uma quebra de 5,4%.

Sugerir correcção