Podemos finalmente ouvir Nothing Compares 2 U como Prince a criou

A canção que Sinead O'Connor transformou em êxito global em 1990 foi criada por Prince seis anos antes. Resgatada aos arquivos do cantor, a versão original, gravada no Verão de 1984, é finalmente editada.

Foto
Prince gravou Nothing compares 2 U no mesmo ano em que editou o histórico Purple Rain Reuters/STEVE MARCUS

É uma das canções mais conhecidas e mais celebradas de Prince, mas até esta quinta-feira nunca a ouvíramos como ele a imaginou e gravou originalmente. É uma das canções que fez a década de 1990 e que ultrapassou essa década como clássico absoluto. Nothing compares 2 U, balada de coração cheio, foi editada primeiro pelos The Family, banda protegida de Prince, em 1985 — mas nada aconteceu. Cinco anos depois, fez de Sinead O’Connor uma estrela. O original, gravado por Prince em 1984, chega agora até nós, depois de resgatado aos arquivos recheadíssimos do cantor que, após a sua morte, em Abril de 2016, uma equipa se dedica a catalogar.

Disponível nas plataformas de streaming, em formato digital e em single de vinil (versão normal e “picture disk”), a revelação da canção surge acompanhada de um vídeo criado a partir de ensaios de Prince, ora tocando guitarra, ora ensaiando coreografias, ora corrigindo os companheiros de banda. As imagens foram registadas em 1984, num armazém na Flying Coud Drive, no Minnesota, que foi a base de Prince antes da construção do mítico complexo de Paisley Park, a sua casa e centro criativo desde 1987. Foi naquele mesmo armazém, no Verão da edição do histórico Purple Rain, que Nothing compares 2 U foi criada. Susan Rogers, a engenheira de som de Prince, recordou ao Guardian a tarde em que viu o cantor desaparecer numa sala com um bloco de notas para regressar, uma hora depois, com a letra de uma nova canção.

Susan Rogers acompanhou-o depois na gravação, instrumento a instrumento – como contribuições exteriores, surge apenas o saxofone de Eric Leeds, registado três dias depois, e os coros de Susannah Melvoin e Paul “St. Paul” Peterson. Os dois últimos eram membros dos The Family, uma das primeiras bandas contratadas por Prince para a sua editora, a Paisley Park Records. Susan Rogers diz que, terminada a gravação, sentiu estar perante uma canção “excepcional”, com lugar no “Top 10 de Prince”, mas seria a Family a gravá-la para edição comercial. “Ele editava o seu material baseado no que queria que soubéssemos acerca dele e, por maravilhosa que fosse [Nothing compares 2 U], não queria que o representasse”.

Incluída no álbum de estreia dos Family como segunda canção do lado B, passou despercebida, tornando-se um sucesso global em 1990, pela voz de Sinead O’Connor. Prince, que terá confessado a Paul “St. Paul” Peterson não gostar da versão da cantora irlandesa – “a menos que tivesse pedido a alguém [que fizesse uma versão das suas canções], não gostava que fizessem ‘covers’ delas”, afirma —, levou a música a palco e incluiu mesmo interpretações em concerto na compilação The Hits/The B-Sides (1993) e no filme concerto Rave Un2 the Year 2000 (2000). A gravação original, criada num ímpeto no Verão de 1984, essa, manteve-se escondida de nós. Até agora.