Curdos dizem ter detido possível recrutador de atentados de 11 de Setembro

Mohamed Haidar Zammar pertenceria à célula de Hamburgo, liderada por Mohamed Atta. Não é claro se agora combateria pelo Daesh.

Foto
Mohamed Haidar Zammar teria recrutado terroristas para os atentados em solo americano Reuters

As forças curdas da Síria dizem ter detido Mohamed Haidar Zammar, um alemão nascido em território sírio suspeito de ter recrutado alguns dos terroristas envolvidos nos atentados do 11 de Setembro de 2001 nos Estados Unidos.

Um comandante das Forças Democráticas da Síria, uma milícia apoiada pelos norte-americanos, disse à agência noticiosa AFP que Zammar estava sob a sua custódia e a ser questionado. Embora esta força faça parte da aliança que combate o Daesh, o comandante não especificou se Zammar fazia agora parte deste grupo jihadista, diz a BBC. Os atentados de 11 de Setembro foram organizados pela Al-Qaeda. 

O relatório oficial do Congresso norte-americano sobre os ataques de 11 de Setembro identifica Zammar como um cidadão alemão nascido na Síria residente em Hamburgo e relaciona-o com a célula terrorista daquela cidade alemã, que era dirigida pelo egípcio Mohamed Atta, que pilotou o avião do voo 11 da American Airlines projectado contra a Torre Norte do World Trade Center de Nova Iorque.

O relatório do Congresso descreve Zammar como “um islamista ostensivo e falador”, “um possível recrutador” de alguns dos terroristas do 11 de Setembro.