Torne-se perito

Lance Armstrong paga cinco milhões para evitar julgamento

Em causa está o processo desencadeado por um dos patrocinadores, que o acusava de fraude.

Foto
Reuters/POOL New

O antigo campeão de ciclismo, várias vezes vencedor do Tour, Lance Armstrong acordou nesta quinta-feira o pagamento de cinco milhões de dólares para encerrar uma acção judicial em que um dos seus patrocinadores, o US Postal Service, o acusava de fraude na sequência do escândalo que envolveu o uso de substâncias dopantes em competição.

Segundo o advogado do norte-americano, Elliot Peters, este acordo põe fim a um longo processo desencadeado por Floyd Landis, antigo companheiro de equipa de Armstrong, ao qual se juntou também o Governo americano, em nome dos serviços postais, exigindo uma compensação na ordem dos 100 milhões de dólares.

"Ninguém está acima da lei", afirmou um assistente do procurador-geral do Departamento da Justiça, Chad Readler, através de um comunicado. "Um competidor que usa intencionalmente substâncias ilegais para melhorar a performance desportiva não engana apenas os seus adversários e fãs, mas também os patrocinadores, que tornam possíveis as competições desportivas", acrescentou.

À agência Reuters, Elliot Peters - que confessou que Armstrong está aliviado por ter atirado este dossier para trás das costas - explicou que acredita que o US Postal Service terá concluído não ser possível provar que o comportamento do atleta lhe provocou danos directos e que essa conclusão facilitou a obtenção do acordo, que evitou o julgamento previsto para 7 de Maio.