Arqueólogos amadores descobrem “tesouro” atribuído a rei dinamarquês do século X

Peças encontradas por rapaz de 13 anos e pelo seu professor terão pertencido ao rei Harald Gormsson, mais conhecido por “Dente Azul” e incluem moedas, anéis e colares.

O rei Harald Gormsson – mais conhecido por “Dente Azul” – governou os dinamarqueses entre 958 e 986.
Foto
O rei Harald Gormsson – mais conhecido por “Dente Azul” – governou os dinamarqueses entre 958 e 986. DR

Um jovem de 13 anos e um arqueólogo amador descobriram o local onde estavam enterradas várias peças atribuídas a uma das grandes figuras da História dinamarquesa: o rei Harald Gormsson – mais conhecido por “Dente Azul” – que governou algures entre 958 e 986.

A primeira parcela do “tesouro” foi descoberta em Janeiro por Luca Malaschnitschenko e pelo seu professor René Schön, na ilha alemã de Rügen, e inicialmente tratada como um simples pedaço de alumínio. Uma investigação posterior revelou que afinal se tratava de prata, datada do século X.

Uma equipa de arqueólogos deslocou-se no passado fim-de-semana ao local e estabeleceu um perímetro de escavação de cerca de 400 metros quadrados. Foram encontradas moedas, pérolas, colares, anéis, um martelo e escovas, noticia esta segunda-feira a agência alemã DPA. 

“Este tesouro é a maior descoberta de sempre de moedas da era do ‘Dente Azul’ na região do Sul do Mar Báltico, por isso, tem uma enorme importância”, disse o arqueólogo Michael Schirren à DPA. “Temos aqui uma descoberta rara que parece corroborar fontes históricas”, acrescentou Detlef Jantzen, outro arqueólogo envolvido na escavação.

Harald ‘Dente Azul’ ficou conhecido por ter unificado a Dinamarca e difundido o Cristianismo pelo Norte da Europa, tendo reinado sobre um território que compreendia partes da actual Dinamarca, mas também da Alemanha, Suécia e Noruega.

Para além dos seus feitos durante o século X, o monarca dinamarquês também serviu de inspiração à famosa tecnologia wireless, conhecida por Bluetooh – ‘Dente Azul’ em língua inglesa.