Martin Scorsese vai ter outro projecto no Netflix

Além de The Irishman, o filme previsto para 2019, o realizador nova-iorquino vai dirigir para o Netflix um especial de reunião da SCTV, a mítica série de comédia de sketches canadiana dos anos 1970 e 80 que revelou ao mundo nomes como John Candy, Martin Short, Catherine O'Hara, Rick Moranis, Andrea Martin, Harold Ramis ou Eugene Levy. Jimmy Kimmel vai apresentar.

Foto
Martin Scorsese Reuters/EDUARDO MUNOZ

Em 1976, estreava-se na televisão canadiana SCTV – Second City Television –, uma série de sketches organizada, à semelhança do que Herman José viria a fazer na década seguinte em O Tal Canal, como um canal de televisão fictício. Nascido da Second City, uma escola de improvisação, um teatro e uma trupe de comédia que começou em Chicago no final dos anos 1950 mas também se estabeleceu em cidades como Toronto, a SCTV durou até 1984, entre o Canadá e os Estados Unidos. Foi algo que teve um impacto enorme no mundo da comédia, tendo sido altamente influente e dado visibilidade a actores e argumentistas como Martin Short, Catherine O'Hara, Rick Moranis, Andrea Martin, Harold Ramis ou Eugene Levy, bem como os defuntos John Candy e Harold Ramis.

Segundo o The Hollywood Reporter anunciou esta quinta-feira, seis dos membros do elenco, os já mencionados Short, O'Hara, Martin e Levy, bem como Joe Flaherty e Dave Thomas, vão reunir-se para um especial de comédia do Netflix, conduzido pelo apresentador Jimmy Kimmel. A parte mais estranha? É que atrás das câmaras estará Martin Scorsese, naquele que será, depois de The Irishman, o filme com De Niro, Pacino, Keitel e Pesci cujo lançamento está previsto para o próximo ano, o segundo projecto do realizador para a plataforma de streaming Netflix.

A ideia do programa, que será filmado no dia 13 de Maio no Elgin Theatre, em Toronto, é explorar o legado da série, que conta com nomes como Judd Apatow, Conan O'Brien ou Matt Groening como fãs, tendo como ponto de partida a conversa entre Kimmel e os actores.

Sugerir correcção