Bruno de Carvalho volta à carga e mantém processos disciplinares a jogadores

Presidente "leonino" emitiu um comunicado através do Facebook a acusar elementos do plantel de desestabilizar a equipa e de passar "notícias falsas" à imprensa.

Foto
LUSA/INÁCIO ROSA

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, voltou a recorrer ao Facebook para criticar elementos do plantel que, sem nomear, acusou de “insinuações, intrigas e manipulações de grupo”.

Num comunicado publicado a cerca de três horas do encontro entre o Sporting e o Paços de Ferreira em Alvalade, o líder “leonino” anunciou que “serão mantidos os processos disciplinares” anunciados na sequência de uma tomada de posição dos atletas contra as críticas do presidente.

"Durante o dia de ontem, realizaram-se duas reuniões em que, além do Presidente, estiveram presentes o team-manager, o treinador e os atletas do plantel principal. Coisa estranha, quisemos tratar de tudo em família e dentro de casa, como aliás nos tem sido pedido, e eis que hoje está tudo na praça pública, plantado em todos os jornais, com vários factos deturpados, truncados ou, simplesmente aldrabados", acusa Bruno de Carvalho.

"Alguém dentro daquelas duas salas, apressou-se (...) a colocar uma série de notícias falsas por todos os jornais", escreve, referindo ter sido falsamente acusado por elementos do plantel de ter pedido ao líder da Juventude Leonina para agredir jogadores.

Bruno de Carvalho nega ainda que tenha havido um pedido de retratamento do presidente por parte dos atletas. "É claro para todos que quem manda no Clube é o Presidente, pelo que, os retratamentos ou não que possa ter necessidade de fazer, acontecerão sempre em actos eleitorais ou AG's com os Associados, e nunca por exigência de assalariados ou colaboradores do Clube", lê-se no comunicado.

"O Presidente foi claro e reafirmou que no Sporting CP não podemos estar perante grupos de atletas que se queiram comportar de forma sobranceira, e que têm, de uma vez por todas, que se focar na obrigação e missão de conquistar títulos e agradar e fazer felizes os Sócios e Adeptos do Sporting CP. Não podemos compactuar com joguinhos de "bastidores" internos, prejudicando os grupos e com atitudes de "ameaças e pressões" a colegas", continua.

O Sporting enfrenta às 20h15 o Paços de Ferreira, com Fábio Coentrão e William Carvalho fora da lista de convocados de Jorge Jesus, que aponta problemas físicos com razão para a ausência. 

Na sexta-feira, Bruno de Carvalho anunciou através do Facebook a suspensão dos 18 jogadores que partilharam nas suas redes sociais um comunicado de repúdio às críticas feitas pelo presidente do clube ao plantel, na sequência da derrota por 2-0 frente ao Atlético de Madrid, a meio da semana, para Liga Europa. Para o encontro deste domingo chegou a ser ponderada a hipótese de o Sporting alinhar com a equipa B. No entanto, durante o sábado, e após duas reuniões entre o presidente e os jogadores, Jorge Jesus anunciou que Bruno de Carvalho lhe dera "liberdade" para convocar qualquer atleta para o jogo com o Paços de Ferreira. A promessa de paz interna parece agora ser posta novamente em causa.