<p>Bruno Simoes Castanheira (Arquivo)</p>
Foto

Bruno Simoes Castanheira (Arquivo)

Veteranos decidem acabar com garraiada na Queima das Fitas de Coimbra

Decisão aprovada por "maioria esmagadora". A partir desta segunda-feira, frisou João Luís Jesus, Dux Veteranorum, "a garraiada deixa de fazer parte do programa oficial da Queima das Fitas de Coimbra".

O Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra aprovou esta segunda-feira, 2 de Abril, em reunião, a decisão de acabar com a garraiada na Queima das Fitas, indo ao encontro da decisão do referendo, onde 70,7% dos estudantes votaram pelo seu fim.

"Foi aprovado o respeito pelo resultado do referendo por uma maioria esmagadora, superior a 90% dos presentes", disse à agência Lusa o Dux Veteranorum (líder do organismo), João Luís Jesus, referindo que estiveram presentes na votação 76 veteranos.

Questionado sobre quantos votos a favor e contra foram contabilizados, João Luís Jesus recusou-se a prestar essa informação, considerando que "não interessa". "Foi uma maioria esmagadora que disse que o resultado do referendo é para respeitar", disse.

A partir desta segunda-feira, frisou, "a garraiada deixa de fazer parte do programa oficial da Queima das Fitas". O Dux sublinhou ainda que ficou "satisfeito" pelo facto de os veteranos presentes terem dado "um exemplo de respeito pelas opiniões democraticamente expressas pelos seus colegas da universidade".

A decisão do Conselho de Veteranos surge depois de ter sido anulado o resultado da reunião anterior daquele organismo, a 21 de Março, em que 27 veteranos tinham contrariado o resultado do referendo aos estudantes de Coimbra, onde tinham participado mais de cinco mil alunos.

Após a reunião de 21 de Março, o Dux do Conselho de Veteranos anulou a decisão por ter tido a participação de uma pessoa que não poderia estar naquela reunião (não era veterano), tendo sido convocada nova reunião para segunda-feira. "Houve, no último Conselho [de Veteranos], algumas pessoas que deixaram a sua opinião pessoal sobrepor-se à opinião expressa democraticamente pelos estudantes da universidade. O que, na minha opinião, era errado. Em primeiro lugar, está a opinião da academia porque é a Academia que faz evoluir as tradições e as tradições evoluem com a Academia", vincou. Para João Luís Jesus, "se a Academia acha que uma coisa deve mudar, o Conselho de Veteranos deve respeitar isso".

A reunião dos veteranos da Universidade de Coimbra surgiu na sequência do referendo promovido a 13 de Março, com uma participação de 5638 estudantes, em que os alunos da Universidade de Coimbra decidiram acabar com a garraiada na Queima das Fitas.

À pergunta "Deve o evento garraiada continuar no programa oficial da Queima das Fitas?", 70,7% dos estudantes que participaram no referendo responderam "Não" e 26,7% "Sim".