Arquivo.pt: dez mil euros para relembrarmos o passado virtual

Prémios Arquivo.pt pretendem que os participantes reconheçam a importância do armazenamento de sites. Candidaturas até 4 de Maio

Encontram-se abertas as inscrições para a primeira edição dos prémios Arquivo.pt, com recompensas que podem chegar aos dez mil euros. Lançado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), o concurso tem como objectivo promover a utilização do Arquivo.pt, serviço que armazena páginas web antigas para efeitos de memória, estudo e investigação.

Os participantes terão de submeter um trabalho — de tema livre — até dia 4 de Maio que tenha, obrigatoriamente, o Arquivo.pt como fonte de informação principal. Este concurso tem como alvo principal os membros da comunidade educativa e científica, como faz questão de salientar o regulamento, mas encontra-se aberto a todos aqueles que desejem participar. 

Os trabalhos podem ser submetidos a título individual ou colectivo. Os projectos devem ser aplicações práticas ou estudos completos de investigação, baseados em informação disponível na página Arquivo.pt. O primeiro prémio tem o valor de dez mil euros, o segundo de três mil e o terceiro de dois mil euros. Há ainda a possibilidade de serem atribuídas "menções honrosas", como refere o regulamento, que pode ser consultado aqui. As candidaturas devem ser submetidas através de um formulário online e têm de incluir uma memória descritiva do projecto e um vídeo explicativo com três minutos de duração, no máximo. Os vencedores deverão ser anunciados em Julho. 

Mas, afinal, o que é o Arquivo.pt?. A página funciona como um armazém, no qual estão compiladas diferentes versões de determinado website ao longo dos anos. Por exemplo, se carregares nesta ligação consegues ver as diferentes versões que a página do PÚBLICO assumiu ao longo dos anos. Aqui consegues ver como o jornal era em Abril de 2005 — no dia em que a notícia principal era o falecimento do Papa João Paulo II.

Com o rápido desenvolvimento tecnológico, as páginas transformam-se de dia para dia e, por vezes, torna-se difícil apercebermo-nos das transformações. O Arquivo.pt serve para isso mesmo: funciona como um depósito — que começa em 1996 — e vai sendo actualizando regularmente. A página de armazenamento é gerida pela FCT e convida todos — mesmo os que não participem no concurso — a uma viagem nostálgica pelos meandros da Internet.