López Obrador está 18 pontos à frente nas sondagens

Eleições realizam-se a 1 de Julho. Candidato da esquerda exige que Trump respeite o México.

Foto
JOSE LUIS GONZALEZ/Reuters

O candidato da esquerda às presidenciais mexicanas de 1 de Julho, Andrés Manuel López Obrador, está 18 pontos à frente na sondagem publicada após o início oficial da campanha eleitoral, no domingo.

López Obrador tem 38% das intenções de voto, segundo a sondagem Parametria, publicada pela Reuters nesta segunda-feira — na anterior tinha 35%.

Uma vitória de López Obrador, do Movimento Nacional de Regeneração, pode abrir caminho para um relacionamento ainda mais crispado em relação ao Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que alimentou o clima de tensão com o México desde que tomou posse devido à imigração e à política comercial.

Obrador apoia o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA), mas seu plano para rever os contratos de petróleo recém-emitidos criou receios de que possa dissuadir o investimento estrangeiro no país.

Um dos factores que podem explicar a subida de Obrador na sondagem e a distância em relação aos adversários — José António Meade do Partido Revolucionário Institucional (actualmente no poder com o Presidente Enrique Peña Nieto), Ricardo Anaya do Partido de Acção Nacional e a independente Margarita Zavala — foi a exclusão de dois candidatos independentes que não conseguiram reunir as assinaturas necessárias. O estudo de opinião anterior ainda contava com esses dois candidatos.

Mas este dado também beneficiou os outros candidatos, que também viram os seus números subirem. Ricardo Anaya surge em segundo lugar com 20% das intenções de voto e Meade em terceiro (16%). Zavala está com 13%

“López Obrador está a bater todos os seus recordes... Está a crescer de forma inesperada”, diz o fundador da Parametria, Francisco Abundis.

Anaya, de 39 anos e o candidato mais jovem, lançou a sua campanha na quinta-feira, apresentando-se como uma alternativa inovadora ao impopular PRI e à liderança personalizada de López Obrador. Meade iniciou a campanha domingo, destacando a sua experiência no Governo com dois partidos políticos diferentes, o que é incomum na política mexicana (foi ministro de Peña Nieto e de Felipe Calderón, do PAN).

Mas o foco desta campanha está em Obrador, o veterano político de cabelos grisalhos, que adoptou um tom nacionalista no seu discurso na cidade fronteiriça de Ciudad Juarez, exigindo o respeito do Presidente dos Estados Unidos pelo México.

Obrador surge à frente de todas as sondagens e a pergunta que muitos analistas já fazem é se o seu partido vai conseguir dominar o Senado e a câmara baixa do Congresso.

A 22 de Abril realiza-se o debate televisivo entre os candidatos. 

Reuters

Sugerir correcção
Comentar