A H&M registou a maior queda nas vendas em 16 anos

A marca sueca tenciona cortar os preços nos próximos meses para se livrar das peças não vendidas.

Foto
Reuters

A H&M declarou ter em stock 4,3 mil milhões de euros em peças de roupa e acessórios que não foram vendidos, bem como uma queda dos lucros de 62%, segundo o New York Times. A cadeia sueca Hennes & Mauritz registou, assim, a maior queda nas vendas trimestrais em 16 anos.

A marca tenciona cortar os preços nos próximos meses para se livrar das peças não vendidas e para corrigir o problema. Estão incluídos fatos de Halloween e camisolas de Natal, de acordo com o Washington Post.

Outro dos objectivos da marca para 2018 é reduzir a abertura de novas lojas e aumentar 25% do negócio online. No entanto, segundo os analistas, que não estão optimistas em relação à empresa, estas medidas não serão suficientes para resolver o problema.