Cais do Sodré a mil

O MIL - Lisbon International Music Network, festival que também é convenção e que pretende criar redes entre artistas e agentes internacionais, regressa para a segunda edição entre 4 e 6 de Abril. Destaque para uma colaboração entre os brasileiros Boogarins e os portugueses PAUS, The Legendary Tigerman e Capitão Fausto.

Fotogaleria
Os brasileiros Boogarins vão actuar com os portugueses PAUS, Capitão Fausto e The Legendary Tigerman DR
Fotogaleria
PAUS enric vives-rubio
Fotogaleria
Capitão Fausto paulo pimenta
Fotogaleria
The Legendary Tigerman enric vives-rubio

O MIL é, ao mesmo tempo, uma convenção com dezenas de eventos, entre conferências, debates, apresentações e masterclasses relacionadas com a indústria musical alternativa ou independente, e um festival, com dezenas de concertos. Criado no ano passado, chega agora à segunda edição, entre 4 e 6 de Abril, na zona do Cais do Sodré, com os concertos a decorrerem entre o Musicbox, o B.Leza, o Europa, o Lounge, o Rive Rouge, o Sabotage, o Tokyo e o Viking, e as conferências entre o número 9 da Rua da Boavista, o Rua das Gaivotas 6 e o Pólo Cultural das Gaivotas. Há bilhetes diferentes. Para os concertos, o chamado programa artístico, que inclui vários nomes internacionais e nacionais, custam entre 25 e 35€. Para assistir ao resto dos eventos dedicados a profissionais da indústria e estudantes, o chamado programa profissional, o custo é de 60€.

Em termos de concertos e DJ sets, o festival arranca dia 4, quarta-feira, à noite, no B. Leza, com um concerto que une os neo-psicadélicos brasileiros Boogarins aos portugueses PAUS, os Capitão Fausto e The Legendary Tigerman - este também actua no dia seguinte em nome próprio, tal como os Boogarins. Este espectáculo será o resultado de cinco dias de colaboração passados no HAUS, o estúdio dos PAUS, com as bandas a aprenderem temas uns dos outros ou a criarem música juntos. Mas o programa profissional começa antes, com eventos das 10 da manhã às 19h. Os concertos nos restantes dias de festival acontecem entre as 19h e a uma da manhã.

No dia 5, os cartaz inclui os portugueses Alek Rein, Best Youth, El Señor, Ermo, Moullinex, Iguana Garcia, KILLIMANJARO, Mr. Gallini, NERVE, Paraguaii, Sampladélicos e The Poppers, os brasileiros O Gringo Sou Eu e Ricardo Dias Gomes, os sul-americanos P.L.I.N.T., trio com um argentino, um cubano e um brasileiro, os franceses Chapelier Fou e Corine, os espanhóis Candeleros, Núria Graham, The Zephyr Bones e Voicello, o dinamarquês Captain Casablanca (Casper Clausen, de Efterklang e Liima), o luso-angolano Diron Animal, os belgas Le Motel, Phoenician Drive e Témé Tan, bem como o trio norueguês MOKRI///. 

No último dia, sexta, as atracções nacionais são Bruno Pernadas, Chinaskee & os Camponeses, FUGLY, Galo Cant’às Duas, Gonçalo, HHY & The Macumbas, Joana Guerra, Júlio Resende, Keep Razors Sharp, Luís Severo, Mighty Sands, MONDAY, Névoa, Process of Guilt, Sean Riley e Whales, os brasileiros Aeromoças e Tenistas Russas, CARY or not CARY, LaBaq, Ops ou Passo Largo, os franceses Elbi, FUTURO PELO, KO KO MO, Joon Moon, Naïve New Beaters, a cabo-verdiana Banda B.Leza, os noruegueses DARK TIMES e TOFT, o trio espanhol Zulu Zulu e o rapper canadiano L. Teez com o DJ e produtor AEON SEVEN, e a islandesa radicada no Luxemburgo When 'Airy Met Fairy.