Chuva e vento vão manter-se até meio da próxima semana

Este sábado será o pior dia, com a ocorrência de precipitação forte durante muitas horas. E, depois das melhorias previstas para meio da próxima semana, segue-se um novo agravamento.

o IPMA já emitiu aviso amarelo para os distritos de Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro para a noite e manhã de sábado
Foto
O IPMA emitiu aviso amarelo para os distritos de Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro para a noite e manhã de sábado Diogo Baptista

 A chuva e o vento vão continuar a afectar Portugal continental pelo menos até quarta-feira, altura em que se espera uma melhoria e depois novo agravamento no final da semana, segundo a meteorologista Ângela Lourenço.

“Vamos continuar com a ocorrência de precipitação praticamente em todo o território. No que diz respeito ao fim-de-semana, as regiões centro e sul vão ser as mais afectadas, principalmente as do Sul. Vamos ter precipitação no sábado praticamente o dia todo, que será persistente com vento forte na faixa costeira, em especial a sul do Cabo Carvoeiro”, adiantou à Lusa a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). De acordo com Ângela Lourenço, por causa da previsão de chuva e vento forte, o IPMA já emitiu aviso amarelo para os distritos de Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro para a noite e manhã de sábado.

“No domingo o estado do tempo melhora gradualmente a partir da manhã e na segunda-feira voltamos a ter mais precipitação, mas será fraca a moderada. Depois tudo indica que vamos ter uma melhoria temporária a meio da próxima semana e depois volta a haver novo agravamento”, indicou. Segundo a meteorologista, sábado será o pior dia, com a ocorrência de precipitação forte e com alguma persistência. “Serão muitas horas a chover e pode ter algum tipo de impacto nalguns locais. Resumindo, vamos continuar com este tempo de Inverno alternado com períodos em que há abertas e o sol poderá aparecer”, disse.

Quanto às temperaturas, Ângela Lourenço referiu que não haverá alterações significativas relativamente aos últimos dias. “No fim-de-semana vamos ter mínimas um pouco baixas para esta época do ano, com algumas temperaturas abaixo de zero no interior, mas no geral não há mudanças significativas”, disse.