DR
Foto
DR

Um arquipélago que espera ser um espaço público flutuante

Arquitecto e estúdio de design criaram a primeira ilha de um arquipélago que quer devolver vida às águas no porto de Copenhaga

Flutua no porto de Copenhaga, na Dinamarca, e dá vida às águas da cidade. Marshall Blecher e o estúdio de design Fokstrot criaram uma espécie de ilha de 20 metros quadrados que está assente em quatro mil garrafas de plástico reciclado e tem uma árvore de seis metros no centro. Uma peça arquitectónica flutuante que é o primeiro protótipo de um projecto de criação de um arquipélago recreativo na capital. "CPHØ1 é o primeiro passo em direcção a uma rede de ilhas móveis e funcionais dispersas à volta do do porto, que podem apoiar várias actividades", lê-se no site do projecto, que espera devolver vida à antiga fronteira industrial.

PÚBLICO -
Foto
PÚBLICO -
Foto