O Jumbo é o supermercado mais barato — mas não em todo o lado

Estudo da Deco revela que o Lidl e o Minipreço praticam preços 14% mais caros do que o Jumbo. O Continente volta a cair para segundo lugar.

Foto
O Jumbo também é o mais barato nas compras online pedro cunha

A cadeia de supermercados Jumbo foi considerada, nesta terça-feira, a mais barata de Portugal continental pela Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor; esta posição já tinha sido alcançada pela marca em Junho do ano passado. O Continente e o Continente Modelo (detidos pelo grupo Sonae, dono do PÚBLICO), que passaram a liderar a tabela no final de 2017, surgem agora em segundo lugar, com uma média de preços 2% mais cara do que no Jumbo, para um mesmo cabaz de produtos.

No final da lista surgem as lojas Lidl e Minipreço. Ao comprar o mesmo cabaz de produtos nestas lojas, diz a Deco, “gasta-se mais 14% do que no Jumbo”. O Jumbo é também o mais barato nas vendas online; neste sector, o Continente Online surge em segundo lugar, com preços 2% mais caros do que os do Jumbo online.

Estes resultados são uma actualização de um estudo da Deco, que tem por base a análise de um cabaz que representa o consumo médio das famílias portuguesas e inclui as marcas mais vendidas em Portugal (tanto marcas brancas como outras). Segundo a Deco, contempla as categorias de mercearia, produtos de higiene e do lar, fruta, legumes, peixe e carne. Ao todo, foram recolhidos mais de 110 mil preços para um cabaz de 141 produtos, em 70 concelhos portugueses.

Como explica a Deco, “as lojas que vendem os produtos do cabaz seleccionado por um preço inferior obtêm melhor classificação” – para o estudo, não são considerados os descontos em cartão nem as promoções condicionadas.

Apesar de o Jumbo ser o mais barato a nível nacional, os resultados variam dependendo da região. Se seleccionarmos Lisboa, por exemplo, o Continente do Centro Comercial Vasco da Gama surge como o supermercado mais em conta. O mesmo acontece no Porto. A Deco tem um simulador online que permite escolher a região pretendida e o tipo de produtos mais comprados, averiguando qual o supermercado mais em conta. 

A Deco refere que Lisboa, Porto e Setúbal são os distritos onde é possível poupar mais, “escolhendo o supermercado certo”. Para as famílias que gastem cerca de 150 euros por mês em compras de supermercado, a poupança anual pode chegar aos 250 euros, refere ainda a organização em comunicado.

Sugerir correcção